Abertas candidaturas para apoio à mobilidade de artistas dos PALOP e Timor-Leste

 As candidaturas para o concurso de apoio à mobilidade internacional de artistas dos PALOP e Timor-Leste, no âmbito do programa Procultura para a realização de residências artísticas em 2022 encontram-se abertas até 30 de Setembro.

O concurso, segundo informações do Centro Cultural Português em Cabo Verde, visa apoiar artistas nacionais, e residentes, de um país dos PALOP (Angola, Cabo-Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, São Tomé e Príncipe) ou de Timor-Leste em programas de residências artísticas internacionais.

De acordo com o regulamento, os candidatos devem, previamente, apresentar candidaturas a instituições de acolhimento de residências artísticas, na Europa, no Brasil, na Austrália ou em países que partilhem fronteiras com os PALOP e Timor-Leste.

Os selecionados irão participar em programas de residências artísticas internacionais, na Europa, Brasil, Austrália ou países vizinhos dos PALOP e Timor-Leste, através da atribuição de subsídios de viagem, incentivando a sua circulação internacional.

A realização de residências artísticas será nas áreas da música e ou artes cénicas.

O Procultura é uma ação financiada pela União Europeia no âmbito do Programa Indicativo Multianual PALOP-TL UE, com um período de implementação compreendido entre 2019 e 2024.

Tem por objetivo contribuir para aumentar o emprego em atividades geradoras de rendimento na economia cultural e criativa nos PALOP e Timor-Leste.

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest