Concerto “Coração de Lava” do grupo Raiz di Polon apresentado em Portugal

O concerto é inspirado no livro homónimo do poeta José Luiz Tavares, ilustrado pelo arquiteto Belo Duarte.

O grupo de dança Raiz di Polon vai apresentar o espetáculo “Coração de Lava” na Fundação Calouste Gulbenkian no dia 23 de junho. A informação é avançada pelo grupo em comunicado que informa ainda que a apresentação se enquadra na programação do Jardim de Verão da fundação.

Segundo a mesma fonte, o concerto “Coração de Lava” enquadra-se no Jardim de Verão, uma iniciativa que une, durante três semanas, artistas da lusofonia em mais de 30 concertos e DJ sets com “os ritmos, as cores e as sonoridades do Kuduro e do Afro House, do Afrobeat e do Hip Hop, do Fado e da Música Tradicional cabo-verdiana e guineense, passando pelo R&B, o Rap, a Pop, a Soul, o Jazz e a Música Popular brasileira”, diz o site da Fundação Calouste Gulbeinkian. A edição deste ano tem a curadoria de Dino d’Santiago.

O concerto Coração de Lava foi estreado em 2018 e presta uma homenagem aos foguenses que perderam os seus pertences e suas antigas vidas após a erupção vulcânica de 2014. O espetáculo apresenta uma viagem pelos géneros tradicionais de Cabo Verde como morna, a coladeira, o batuku, o kolá san jon e o funaná.

O concerto conta com a participação dos músicos Djoy Amado, Rhaya Monteiro, Nhofe Fibra e Tó Tavares e a bailarina Rosy Timas.

O grupo Raiz de Polon foi fundado em 1991 e tem marcado presença em festivais nacionais e internacionais. O grupo de dança já recebeu inúmeros prémios e condecorações e foi distinguido recentemente com o prémio Prestígio na gala RTP África 25 anos.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

Agenda