Mindelact: Segundo dia com espectáculo que junta artistas de Espanha, Togo e Senegal 

O segundo dia do Festival Internacional de Teatro do Mindelo (Mindelact) traz o espectáculo “Que importa el abismo & 2 de Noviembre” da Companhia Aida Colmenero Diaz, exibindo uma parceria de artistas de Espanha, Togo e Senegal. 

A peça, que será apresentada hoje no palco 1, no Centro Cultural do Mindelo, mostra dois solos, um dos quais com as actrizes Estelle Foli, do Togo, e Clarisse Lea, do Senegal, que foram coreografados por Aida Diaz, da Espanha, coreógrafa que já percorreu 15 países de África para trabalhar com artistas mulheres.

Conforme explicou Estelle Foli, em conferência de imprensa, no Mindelo, o projecto de arte contemporânea “Ella Poema”, de Aida Diaz, visa introduzir artistas africanos nesse meio.

“É um projecto que adoro, por ser de mulheres e que nos permite dançar através deste poema”, considerou a actriz que partilha o palco com Clarisse Lea, do Senegal, que durante o seu solo vai mostrar “o grande mar, os sonhos, os medos e a força”.

O palco 2, na Academia Livre de Artes Integradas do Mindelo (ALAIM), recebe a peça “Je suis dezenraskod”, estreia absoluta de Cláudio dos Santos, actor belgo-cabo-verdiano que retrata a vida de uma família cabo-verdiana longe da sua terra natal,  conforme a sinopse.

Cláudio dos Santos, actor nascido no Paul, Santo Antão, e que emigrou com a família ainda bebé, está há mais de um mês em residência artística em São Vicente e apresenta agora este espectáculo, que conta com a parceria da União Europeia.

Durante a cerimónia da abertura, realizada na noite desta sexta-feira, no Mansa Floating Hub, o presidente da Associação Mindelact, organizadora do festival, admitiu que esta edição vai ser “difícil” devido ao “vazio” deixado pela Samira Pereira, a assessora cultural a quem o festival é dedicado neste ano e que faleceu no passado mês de Agosto, vítima da covid-19.

“Este sentimento de perda vai estar presente todos os dias, todos os espectáculos e em todos os aplausos, portanto, é para ti Sams”, sublinhou João Branco, comovido.

João Branco disse que nesta “edição esperança” espera que o espírito de celebração da vida, possa se acumular nos próximos dias e preparar-se para um próximo Mindelact em 2022, que conta como principais parceiros o Ministério da Cultura e a Câmara Municipal de São Vicente.

 

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest