Ministério da Cultura e Câmara de Santa Catarina alinham expectativas em relação ao novo mandato

O ministro da Cultura, Abraão Vicente, reuniu-se hoje em Assomada, com a presidente da Câmara Municipal de Santa Catarina para alinharem as expectativas em relação ao mandato, com foco nos projectos “estruturais” existentes, mas que precisam ser melhorados.

Em declarações à imprensa à margem da visita, o ministro da Cultura e das Indústrias Criativas explicou que a sua visita a este município do interior de Santiago, teve como foco essencial alinhar as expectativas em relação a este mandato, com foco nos projectos “estruturais” existentes e que devem ser melhorados, nomeadamente o Museu Norberto Tavares.


Além do encontro com a equipa camarária liderada por Jassira Monteiro, Abraão Vicente visitou o Centro Cultural Norberto Tavares (CCNT), a Biblioteca Municipal, a Zona Pedonal, o Cineclube e a Igreja de Nha Santa Catarina, Cabeça Carreira.


Sobre o CCNT, informou que o Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas e a edilidade santa-catarinense vão trabalhar todo o conteúdo temático e melhorar a parte do museu da cidade.


Em relação ao Cineclube, onde o pelouro da Cultura pretende criar a Escola de Artes e Ofícios de Santa Catarina, Abraão Vicente adiantou que a mesma vai ainda ser transformada num “pequeno auditório”.


Na ocasião, adiantou ainda que Santa Catarina vai ter o seu “passeio da fama” com nomes de “grandes artistas” locais e com dimensão nacional e de políticos como os falecidos António Mascarenhas e José Alves Fernandes, e entre outros por identificar.


Relativamente às obras da Igreja de Santa Catarina, cuja entrega está prevista para o dia da santa padroeira, a ser assinalado a 25 de Novembro, o governante admitiu que não obstante as obras estarem na “fase final” poderá haver atrasos, tendo em conta que o montante necessário para a sua conclusão não consta no Orçamento Rectificativo.


Nesse sentido, disse acreditar que num “djunta-mon” (união) com a edilidade santa-catarinense vão “fazer pressão” para que haja recursos financeiros para a conclusão das obras dentro do prazo inicialmente previsto.


No entanto, o titular da pasta da Cultura assegurou que há “sensibilidade” por parte do primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, e do ministro das Finanças, Olavo Correia, para que as obras sejam entregues ainda este ano.


Na ocasião, Abraão Vicente informou ainda que o Governo quer que o Museu da Tabanca, sito em Chã de Tanque, Santa Catarina, seja “epicentro” da candidatura deste género musical e a manifestação cultural de Cabo Verde, que é Património Nacional a Património Imaterial da Humanidade da Unesco.

 

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest