Artistas cabo-verdianos partilham palco para expressar identidade da alma cabo-verdiana e celebrar cultura

O movimento cultural “Alma” reúne esta quinta feira, 17, vários artistas num espectáculo intimista para musicar poemas que expressam a identidade da alma cabo-verdiana e celebram a cultura e a arte.

Em declarações à Inforpress, o produtor artístico do evento, Paulo Linhares, elucidou que o evento realiza-se no âmbito do Dia Internacional da Compreensão celebrado a 17 de Setembro. 

Segundo este responsável, “Alma” é um movimento cultural no qual se pretende que vários artistas cantem e contem, pintem e declamem, moldem e recriem poemas de um ou vários autores expressando a identidade da alma cabo-verdiana.

“O objectivo principal do espectáculo é celebrar os artistas, a arte, a cultura, sobre um tema que nos toca a todos que é a nossa alma, que é o que temos vontade de expressar, então surgiu esta ideia de juntar os músicos e musicar poemas que foram expressos por um autor e então resolvemos subir ao palco para partilhar com o publico todo este nosso bem-estar e fazer com que haja momentos de muita cultura”, asseverou. 

Os poemas, segundo adiantou, foram todos escritos em língua cabo-verdiana, musicados por compositores tão reconhecidos como Antero Simas, Mário Lúcio, Khaly Angel e Kaku Alves que compôs a maioria dos temas. 

Conforme disse, o nome Alma vem de uma das músicas, é uma palavra feliz para expressar tudo o que foi produzido, tanto as músicas como os poemas, acrescentando que o álbum expressa um percurso de vida, os momentos vividos, o projectar da vida no futuro, o amor, a amizade dos artistas.

“O espaço ‘HANGAR 7’, que também se preparou para receber a todos, num palco recheado de nomes que fizeram e vão fazendo a nossa musica, dos mais diferentes géneros musicais: De Nancy Vieira a Beto Dias, passando pelo ritmo de Grace Évora, a grandiosidade de Zeca di Nha Reinalda”, avançou informando que este espectáculo é a apresentação de um disco que será lançado brevemente.

O evento conta ainda com a participação de Teté Alhinho, Teresinha Araújo, Lena França, Quim Bettencourt e Body, Khaly Angel, Ana Lisboa e Zubikilla Spencer.

O Dia da Compreensão Mundial é comemorado anualmente a 17 de Setembro.

A data tem o objectivo de conscientizar as pessoas sobre uma das principais características que a humanidade deve ter para que haja o máximo de paz no planeta: a compreensão.

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest