Pandemia condiciona festas de São Filipe e do centenário da cidade pela incerteza na programação

A pandemia da covid-19 e o estado de contingência condicionam a realização das festividades do Dia do Município e da Bandeira e do centenário da elevação de São Filipe a cidade, declarou o presidente da câmara.

Apesar de se estar a cerca de quatro meses das festas do Dia do Município e da Bandeira e a seis meses do centenário, o presidente da Câmara Municipal de São Filipe, Nuías Silva, admitiu que de “uma forma ou de outra, a situação sanitária impacta a comemoração que pretende para centenário e para festas de São Filipe.

Para o mês de Janeiro, algumas actividades e manifestações de maior dimensão foram suspensas e a câmara vai concentrar-se nas actividades que poderá ter mais controlo, referiu Nuías Silva, destacando que a sociedade sanfilipense e cabo-verdiana, o Governo, as câmaras municipais e as autoridades sanitárias estão a fazer “um bom combate” a pandemia.

“A festa de São Filipe é para daqui a cerca de quatro meses e acho que até lá teremos as condições de realizar uma festa à altura daquilo que pretendemos”, considerou o presidente, sublinhando que a situação sanitária condiciona porque “há imprevisibilidade e traz alguma incerteza na negociação com figuras de cartaz”.

O mesmo acredita que se vai realizar as festas de São Filipe como a do centenário da elevação de São Filipe. que dignificam o município e a ilha, sublinhando que a festa do centenário já começou com uma programação/agenda que permite a participação de toda a sociedade.

Nuías Silva disse ainda esperar que com a divulgação os foguenses residentes nas ilhas e na diáspora e os turistas possam marcar as suas viagens para estas ocasiões e juntos possam comemorar a retomada das festas de São Filipe, numa situação de pandemia e com medidas de contenção que devem ser tomadas.

“Mas tudo isso está nas mãos de cada um e de todos nós, devemos cumprir as medidas sanitárias recomendadas pelas autoridades, como a vacinação, uso de máscara e outros, e com isso ter a capacidade de ultrapassar esta fase menos positiva que estamos a atravessar”, disse.

Devido à pandemia da covid-19, as edições 2020 e 2021 das festas do Dia do Município e da Bandeira de São Filipe não se realizaram.

No quadro das medidas anunciadas recentemente, as festas de Banderona, na localidade de Campanas de Baixo, foram canceladas pelo segundo ano consecutivo, assim como o desfile de Carnaval e outras manifestações que estavam programadas para o primeiro trimestre de 2022.

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest