Porto Novo: Soca atribui diploma de mérito cultural ao músico Manuel Eloy Évora

A Sociedade Cabo-verdiana de Autores (Soca) homenageou, quarta-feira à noite, na cidade do Porto Novo, o músico santantonense Manuel Eloy Évora, conhecido por “Ney Évora”, atribuindo-lhe o certificado de mérito pela sua “contribuição à cultura cabo-verdiana”.

O acto, que acontece depois de um espectáculo de Ney Évora no espaço da aldeia cultural, foi presidido pela presidente da mesa da assembleia-geral da Soca, Mana Guta Teixeira, para quem tratou-se de uma “alta distinção” atribuída a este artista natural da Ribeira da Torre, em Santo Antão, pelo seu tributo à cultura, no domínio da música.

Conforme Mana Guta, Ney Évora, residente no Luxemburgo, faz parte de um grupo de artistas já homenageados pela Soca, que deles se “orgulha” pela contribuição dada no engrandecimento da cultura cabo-verdiana nos diferentes domínios.

O violonista e guitarrista Ney Évora (toca também outros instrumentos musicais) manifestou-se “satisfeito” com a homenagem e lembrou que está “na música desde criança”.

Na noite desta quarta-feira, a aldeia cultural esteve repleta de pessoas para assistir à actuação de Ney Évora, mas também da escola municipal de música e de artistas locais, estando agendado para hoje a morna fest para fechar as actividades culturais neste espaço (aldeia).

Esta quinta-feira, 20, o destaque do programa das festividades de São João vai para o desfile dos grupos de romaria, que vão ser homenageados pela Câmara Municipal do Porto Novo.

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest