Sabino Baessa: Teatro na Praia ainda não é acessível às pessoas com deficiência

O presidente da Companhia de Teatro Fladu Fla disse hoje que o teatro, apesar do que muitas pessoas pensam, não exclui ninguém mesmo reconhecendo a falta de inclusão e acessibilidade às peças pelas pessoas com deficiência.

Sabino Baessa teceu estas considerações em declarações à Inforpress, quando falava sobre uma cultura inclusiva e teatro acessível às pessoas com deficiência, no âmbito do Dia Internacional das Pessoas com Deficiência, assinalado este ano sob o lema “Liderança e participação das pessoas com deficiência por um mundo pós-covid-19 inclusivo, acessível e sustentável”.

“O teatro pode ser muito pedagógico e acessível a estes tipos de cidadãos, mas na Praia, que é o concelho que melhor conheço, ainda não construímos e nem trabalhamos nenhuma peça dirigida a esta camada populacional”, disse Sabino Baessa, para quem é preciso pensar na inclusão do teatro, assim como da cultura no seu todo para pessoas com deficiência.

Esperançoso de que isto venha a acontecer em 2022, o presidente da Companhia de Teatro Fladu Fla anunciou um plano de trabalho que integra pessoas com deficiência no teatro depois de ter adquirido experiências na área com formadores em Portugal e no Brasil.

Lembrou ainda que em 2017 o grupo tinha criado um programa de formação em que integraram pessoas com deficiência de audição, mas que devido a algumas necessidades apresentadas, na época, tiveram que interromper o projecto.

“Acabamos por não cumprir o programa já que os pais exigiam pagamento de transporte para poderem acompanhar os filhos a formação”, disse.

Para Sabino Baessa, dentro do componente de entretenimento, o teatro é a modalidade que permite integrar as pessoas com deficiência, de acordo com as suas necessidades, a ponto de promover autonomia e participação.

A promoção da diversidade no teatro é uma aposta da Companhia de Teatro Fladu Fla para 2022 com o objectivo de promover a diversidade, a acessibilidade e a inclusão das pessoas com deficiência.

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest