Santa Catarina: Após dois anos de paralisação grupos de tabanca voltam a celebrar festa de Santo António

Os grupos de tabanca de Charco, Achada Leite e Lém Cabral em Palha Carga dos Engenhos (Santa Catarina) voltam a celebrar, a partir deste sábado, a festa de Santo António, após dois anos de ausência devido à pandemia da covid-19.

Em conversa com a Inforpress os responsáveis dos grupos de tabanca de Charco, Achada Leite e Lém Cabral, José
Avelino Borges Monteiro, Manuel António Mascarenhas, Amaro Gomes Monteiro “Aníbal Cabral”, respetivamente, garantiram que as festividades que foram canceladas em 2020 e 2021 devido à pandemia da covid-19 regressam para alegrar os devotos de Santo António e os que gostam de “brincar” a tabanca.

Não obstante os dois anos da paragem, estes veteranos da tabanca foram unânimes em afirmar que com o apoio financeiro do Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas (MCIC), conseguiram reabilitar as suas capelas, adquirir indumentárias e instrumentos musicais.

Aliás, os entrevistados da Inforpress asseguraram que têm conseguido manter a “tabanca viva” e organizar uma festa como manda a tradição graças ao subsídio de 200 contos anuais que têm recebido desde 2017 do MCIC, que este ano foi de 100 contos.

Entretanto, em Achada Leite o presidente da Associação Recreativa, Social e Cultural da Tabanca de Achada Leite, Manuel António Mascarenhas, pediu apoio para terminar as obras da capela/casa de tabanca que passa pela construção de casa de banho e requalificação do seu entorno.

Durante a entrevista, os responsáveis dos três grupos de tabanca reiteraram o compromisso de não deixar morrer este género musical e manifestação cultural de Cabo Verde, classificada em 2019 como património cultural imaterial nacional.

Para tal, lembraram que além do grupo de tabanca composto por veteranos, que contam também com outro grupo de tabanca composto “exclusivamente” por crianças e adolescentes denominado “Tabanquinha”, para quem é “sinal” de que esta manifestação cultural “não vai morrer”.

Em Achada Leite, as festividades arrancam este sábado, 12, no período da tarde, com desfile/toque de tabanca, jantar e ladainha, e no dia seguinte (13 de Junho), missa em honra ao santo padreiro, Santo António, almoço popular e desfile/toque de tabanca.

Tendo em conta os parcos recursos, as atividades culminam no dia 14, com jantar popular e desfile/toque de tabanca.
Já na localidade de Charco, as atividades, que estão em curso desde o início do mês de Maio com atividades desportivas (torneio de futebol de 11), cuja entrega dos troféus está agendada para dia 12, terminam no próximo dia 19 do corrente mês.

Entretanto, no dia 11 o grupo de tabanca vai desfilar em Ribeira da Barca, e no dia 13, dia de Santo António, está aprazada uma missa em honra ao orago local a partir das 09:00, almoço e ladainha, sob responsabilidade do grupo e dos juízes de festa.

Já no dia 19, em que será levantado o “corte”, ou seja, dia em que será desmontado o altar onde estava o santo e outros instrumentos, também considerado “fim das celebrações”, vai ser realizado também o chamado “baptismo da tabanca”, bem como arrematação das ofertas e passagem de ramo aos juízes de festa do próximo ano.

Em Palha Carga dos Engenhos, por seu lado, as actividades arrancam oficialmente este sábado, 11, com ornamentação do espaço, sessão cultural com tabanca-samba e batuque, sessão de homenagem aos emigrantes e saída dentro da própria comunidade e culminam no dia 16.

No dia seguinte, prevê-se armação do santuário, sessão cultural, ladainha cantada em honra de Santo António e almoço.

Já no dia do santo padroeiro consta da agenda uma eucaristia, almoço popular, sessão cultural com tabanca e batuque e palestra sobre “Juventude, que desafios para a comunidade da tabanca”.

Da programação consta ainda uma deslocação à casa do Rei da oferta de Poilão Boa Entrada, seguido do almoço e sessão cultural com tabanca-samba e batuque (14 de Junho) e deslocação à casa da Rainha da oferta de Chã Varela, almoço e sessão cultural (15 de Junho).
As atividades culminam no dia 16, com batismo e casamento, arrematação das ofertas em corte.

Em Santiago Norte, a festa de Santo António é celebrada também nas localidades de Ribeireta, em São Miguel, Achada Moirão, no Tarrafal, e na cidade de João Teves, em São Lourenço dos Órgãos, mas sem este género musical e manifestação cultural de Cabo Verde.

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest