Ácido úrico elevado: o que é, sintomas e causas

Ácido úrico elevado: o que é, sintomas e causas

Ter os níveis de ácido úrico no sangue demasiados altos é um fator de risco cardiovascular. Descobre o que pode provocar o ácido úrico elevado e como tratá-lo.

Quando fazemos análises ao sangue, um dos parâmetros que pode ser avaliado é o do ácido úrico. Esta avaliação é muito importante, porque o excesso deste pode aumentar a probabilidade de o paciente desenvolver alguns problemas de saúde.

O que é o ácido úrico?

O ácido úrico é uma substância formada pelo organismo depois da digestão das proteínas, que formam uma substância chamada purina, que está presente no nosso organismo e também em alimentos que ingerimos (principalmente nos alimentos ricos em proteínas).

Em condições normais, o ácido úrico geralmente não causa nenhum problema de saúde, já que o corpo mantém os níveis de ácido úrico do sangue normais, eliminando-o através dos rins (na urina).

Porém, este equilíbrio pode ser alterado, provocando um aumento de ácido úrico no sangue (hiperuricemia). Quando o individuo mantém níveis de ácido úrico elevados durante algum tempo, corre o risco de sofrer problemas de saúde como:

  • Problemas nos ossos, articulações, tendões e ligamentos;
  • Doença renal;
  • Hipertensão;
  • Doença hepática;
  • Doença cardíaca;
  • Diabetes;
  • Síndrome metabólica.

Causas

A hiperuricemia, isto é, o aumento dos níveis de ácido úrico no sangue, pode dever-se a várias razões. Desde o aumento da sua produção no organismo, à diminuição da sua excreção/eliminação, passando por uma associação entre os dois processos, provocada pelo:

  • Aumento da ingestão de alimentos ricos em purinas;
  • Função renal deficiente;
  • Defeitos enzimáticos genéticos;
  • Estados de proliferação / destruição celular acelerada, como acontece em algumas neoplasias;
  • Efeitos de fármacos que interferem com a função renal, como os diuréticos, berílio, niacina, etambutol e ciclosporina.

Sintomas

A hiperuricemia, por norma, é assintomática e apenas é detetada após a realização de análises ao sangue. Porém, quando o ácido úrico elevado provoca determinados problemas de saúde, como a gota e os cálculos renais, podem manifestar certos sintomas, como:

  • Dores e inchaço, principalmente nos dedos das mãos e dos pés, tornozelo ou joelho;
  • Rigidez nos movimentos articulares;
  • Vermelhidão na pele;
  • Sensação de ardor;
  • Febre;
  • Náuseas ou vómitos;
  • Dores na região lombar ou lateral;
  • Sangue na urina;
  • Dor enquanto urina ou dificuldade em urinar;
  • Urina turva e com mau odor.

Tenho o ácido úrico elevado, e agora, o que devo fazer?

O ácido úrico elevado não carece de tratamento, uma vez que não se trata de uma doença. Porém, é importante reduzir os níveis de ácido úrico quando estes estão demasiado elevados.

Para tal, deves adotar alguns comportamentos de prevenção, tais como:

  • Praticar exercício físico regular;
  • Beber água em quantidades adequadas;
  • Ingerir alimentos e bebidas pobres em purinas, como fruta, vegetais, laticínios, grãos inteiros e nozes;
  • Consumir menos alimentos ricos em purinas, como carne (sobretudo vermelha), alimentos e bebidas açucaradas, leguminosas, peixes ou marisco (como mexilhão, sardinha e cavala);
  • Evitar a ingestão de bebidas alcoólicas, principalmente a cerveja.

Quando esta condição já originou outros problemas como a gota ou os cálculos renais, é necessário fazer um tratamento que atue nestas patologias.

A gota é uma acumulação de cristais de ácido úrico nas articulações, que resulta na sua inflamação. Afeta, maioritariamente, os homens entre os 40 e os 60 anos. Todavia, ter níveis elevados de ácido úrico não é uma condição exclusiva daqueles que sofrem de gota, da mesma forma que nem todos os portadores da doença apresentam altos níveis desse ácido.

Já no caso dos cálculos renais, também conhecidos como pedras nos rins, aparecem quando o ácido úrico em excesso se acumulam no rim, dando origem à formação de cálculos ou pedras.

Assim, para atenuar os sintomas da gota, deve tomar medicamentos para reduzir a inflamação e a dor, como o ibuprofeno. Por outro lado, para tratar dos cálculos renais, tens de ingerir mais líquidos, de modo a facilitar a expulsão do cálculo.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on facebook

Deixe um comentário