Carlos Andrade, Dino D’Santiago, Djodje, Edy Tavares, Irlando Ferreira, Isabel Moniz entre as 100 personalidades negras influentes da Lusofonia

Pelo segundo ano consecutivo que a BANTUMEN, plataforma online focada na cultura negra da Lusofonia, voltou a publicar a POWER List 100 Personalidades Negras Mais Influentes da Lusofonia. A revelação foi feita este sábado, dia 3, em Lisboa. A lista que conta com personalidade de Portugal, Brasil, Cabo Verde, Angola, São Tomé e Príncipe, Guiné-Bissau e Moçambique conta com mais de 10 cabo-verdianos, entre os quais Carlos Andrade, Darlene Barreto, Dino D’Santiago, Djodje, Edy Tavares, Irlando Ferreira, Isabel Moniz, entre outros.

Este ano a Bantumen contou com o apoio das plataformas de comunicação Balai CV, Rádio Cidade (Cabo Verde), Mundo Negro (Brasil), No Balur (Guiné Bissau), PlatinaLine (Angola), STP Digital (São Tomé) e Xonguila (Moçambique) na elaboração da Power List 100 Personalidades Negras Mais Influentes da Lusofonia em 2022.

A lista de homenageados foi apurada através de um sistema de votação que incluiu as sete plataformas editoriais parceiras, com 74 jornalistas e produtores de conteúdo, em seis países diferentes.

Foram celebradas personalidades de diversas áreas de atuação, desde artistas, académicos, influenciadores digitais, desportistas, empreendedores e muito mais, que criam um impacto positivo e notável na sociedade.

“Celebrar e dar visibilidade global ao percurso de excelência da comunidade afrodescendente, é o mote da iniciativa que se associa ao Dia Internacional dos Direitos Humanos para promover a igualdade, diversidade e inclusão, em que os nomeados têm em comum um sentido de representatividade e pertença entre a comunidade negra lusófona”, salientou numa entrevista à Lusa Vanessa Sanches, co-fundadora da Bantumen.

Do lado de Cabo Verde surgem os nomes do humorista Carlos Andrade, da ativista e mentora da Fundação Orlando Pantera Darlene Barreto, dos artistas Dino D’Santiago, Djodje e Soraia Ramos, do basquetebolista Edy Tavares, do antigo diretor da CNAD, Irlando Ferreira, da ativista e presidente da Associação Colmeia Isabel Moniz, da pugilista Nancy Moreira, do ativista social José (Zé) Luís Martins, do empreendedor Dominick Donk, da influenciadora Digital e apresentadora Kathy Moeda e da atleta nomeada embaixadora de Cabo Verde nos Jogos Olímpicos de Paris 2024 Marina Correia.

Na gala deste ano, foram também atribuídos prémios a três empreendedores e agentes de inovação. O “Djassi Award” foi para Ricardo Lima, Head of Startups da Web Summit, que se destacou pelo seu papel impulsionador de ecossistemas de inovação favoráveis a Afro-empreendedores. O galardão de “Empreendedor Promissor BANTUMEN”, entregue em parceria com a Startup Portugal, a Nuno Varela, fundador do espaço comunitário Kriativu, em Chelas. Por sua vez, António Rocha, fundador da startup Smartex, venceu o “Prémio de Mérito – Empreendedor BANTUMEN”, também em parceria com a Startup Portugal.

O evento anual de apresentação da iniciativa aconteceu no São Luiz Teatro Municipal, em Lisboa onde Cláudio Bento França, pivô da televisão portuguesa SIC, foi o anfitrião do evento, que foi animado ainda pelas atuações de vários artistas.

Conheça todos os nomeados, as suas histórias e percursos de excelência no site Power List 100.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest