Kriola ku Kriolu, projeto que quer dar a conhecer potencial de jovens cabo-verdianos completa três anos

A ideia surgiu em 2019 pela iniciativa de Taylor Fernandes, uma jovem cabo-verdiana que reside na Europa e que quis divulgar o trabalho de jovens cabo-verdianos.
Foto cedida

Em entrevista ao Balai, Taylor Fernandes, mentora do projeto Kriola ku Kriolu, conta que o projeto e a marca foram criados em 2019. Na altura, encontrava-se em Portugal e viu muitos jovens cabo-verdianos com projetos e trabalhos interessantes. De forma a dar a conhecer o talento e o potencial desses jovens, Taylor que, atualmente tem 25 anos, decidiu criar um projeto para apoiar e divulgar o trabalho de jovens cabo-verdianos.

“O Kriola ku Kriolu é um projeto que visa promover a união entre os cabo-verdianos, quer a nível social quer a nível cultural”.

Acrescenta ainda a entrevistada dizendo que através dos pequenos convívios realizados com os jovens cabo-verdianos em Portugal, com música de Cabo Verde e sessões fotográficas foi uma forma de unir a comunidade cada vez mais. Este é também um projeto que tem ajudado os jovens na divulgação dos seus projetos e negócios, segundo a mentora que nasceu em Cabo Verde e atualmente vive na Holanda, onde é estudante de Design e está a fazer uma formação na área de Marketing Digital.

Paralelamente, a jovem apostou na criação de merchandising diverso com o nome do projeto, desde t-shirts, chapéus, sweatshirts, canecas, sacos, porta-chaves, entre outros, o que acaba por ajudar na divulgação do projeto, que, segundo a promotora, tem “um propósito maior”.

“Desde o começo houve bastante adesão por parte das pessoas, tivemos muito apoio. As pessoas ligam sempre a perguntar sobre os produtos”.

O projeto “Kriola ku Kriolu” que fez a sua primeira apresentação em Portugal em julho de 2019, onde realizou atividades cujo o propósito foi a partilha de histórias de mulheres cabo-verdianas que lutam contra o câncer da mama, além de partilhar trabalhos de jovens cabo-verdianos.

Entretanto, ao longo destes três anos, tem promovido várias atividades sociais, culturais sob o lema: “Si nu djunta mô nu ta bai maz longi”.

Atualmente, contam com cerca de 8 mil seguidores na sua página do Facebook e quase 11 mil no Instagram.

Taylor Fernandes afirmou não constatar nenhuma dificuldade até agora, apesar da pandemia e que tudo têm corrido bem. Por isso, a promotora desta iniciativa faz um balanço positivo destes três anos de existência e acredita que “conseguiram alcançar os seus objetivos estando sempre focados”.

O evento de comemoração do 3º aniversário do projeto Kriola ku Kriolu acontece esta sexta feira 29, no espaço Ponto CV, pelas 17:30, e tem entrada livre.

“O evento que vamos realizar é uma forma de não deixar passar em branco o aniversário da marca. Haverá a atuação da jovem Maya Neves, desfile, venda de produtos e uma parte informativa com uma conversa aberta”.

A conversa aberta que tem como tema empreendedorismo digital conta com a participação de quatro mulheres empreendedoras que atuam na área digital, nomeadamente: Anny D’oliveira, Yamila Carvalho, Eveline Tavares e Simoni Andrade.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

Pode gostar também

Deixe um comentário

Follow Us