Qual a diferença entre a procrastinação e a preguiça?

Preguiça ou Procrastinação? Será que é o mesmo? No decorrer dos nossos dias é normal adiarmos certas tarefas da nossa agenda, ou deixar de fazer algo em casa porque estamos com preguiça. Mas, será que são iguais? Qual a diferença entre a procrastinação e a preguiça?

Antes demais é preciso saber, afinal o que é a Procrastinação? O que nos leva a procrastinar? Mas, antes de entrarmos no real significado da procrastinação, quero dizer-vos que a procrastinação é um problema comum. Ou seja, todo o ser humano no mundo procrastina em algum momento do seu dia. Vamos a exemplos para ficar mais claro isso. Consideramos uma situação hipotética:

“Suponhamos que tens 3 tarefas; uma é fácil e as outras são comparativamente difíceis. Além disso, os mais difíceis são mais importantes do que as fáceis. Mas evitar as tarefas críticas no início porque  elas exigem mais esforço e optas por concluir a tarefa mais fácil.” – isto é Procrastinação. 

Que significa escolher conscientemente as tarefas que não são muito importantes ou fáceis de serem realizadas no início. Significa evitar tarefas que precisam da tua atenção. Além disso, a procrastinação é atrasar ou adiar qualquer tarefa porque achas que tens tempo suficiente para as concluir.

Isto acontece porque muita das vezes ficamos à espera do ‘momento certo’ para as realizar. Com isso acabamos por procrastinar essas tarefas para evitar os desafios e dificuldades das mesmas. Por isso evitamos realizá-las no momento.  E isso depois vai diminuir a  produtividade e a capacidade de pensar. Gerando assim bloqueios e falta de clareza mental. Para vencer a procrastinação precisamos de perceber que ela é um hábito que para ser removido precisa do seu tempo. Mas, com consciência e estratégias próprias consegues eliminar esse hábito aos poucos.

Em relação à Preguiça. A procrastinação e a preguiça não são a mesma coisa, são os dois lados de uma moeda. Apesar que ambos envolvem atrasos na realização de tarefas, mas são diferentes. Vamos a um exemplo para ajudar a perceber melhor:

“Imagina que precisas de arrumar e limpar a casa e também precisas terminar um relatório do trabalho. Limpar e arrumar a casa parece ser mais fácil do que escrever um relatório, embora o relatório seja igualmente importante. Mas, para evitar estar focado e não ter muito trabalho, optamos por limpar e arrumar a casa.” – isso é Procrastinação, porque estás a evitar uma tarefa que vá exigir mais de ti. Apesar de reconhecer as tuas capacidades e habilidades para o fazer.

Por outro lado, quando não fazes nenhuma dessas tarefas e sentas no sofá a ver TV – isso é Preguiça. Sentes que não tens energia para realizar as tarefas e ficas tranquila com isso. Ou seja, a procrastinação gera desconforto ou culpa e a preguiça não gera nenhum desconforto e motivação para fazer.

Mas, por que procrastinamos?

Não existem razões definitivas ou fixas pelas quais as pessoas procrastinam. Isto porque cada ser humano é diferente por natureza, e cada um sente a sua maneira. Mas existem algumas razões que são mais comuns do por que procrastinamos:

  • por medo: o medo do fracasso, do julgamento ou da vergonha leva-nos a adiar tarefas gerando assim frustrações;
  • não acreditares em ti: a falta de confiança nas nossas capacidades e habilidades leva-nos a adiar tarefas;
  • o perfeccionismo: correr atrás da perfeição leva-nos a procrastinação, ou seja ficar a espera do momento certo ou que o trabalho esteja perfeito para avançar e com isso ficamos a adiar projetos e estilos de vidas que desejamos;
  • indecisos: procrastinamos quando não conseguimos decidir qual a tarefa fazer primeiro ou tomadas de decisões importantes na nossa vida.

Como vencer a Procrastinação?

Agora que já sabemos algumas razões do porquê de procrastinamos, passamos agora a algumas estratégias para as vencer. Algumas estratégias fáceis e que tem o poder de te ajudar a evitar a procrastinação quando ela aparece:

  1. Identificar e aceitar – para superar a procrastinação é preciso aceitar que o problema existe e aceitá-lo para que possas vencer o medo e lidar com a negação;
  2. Aprende a priorizar – começa com uma lista de tarefas, depois classificá-las por prioridade (da mais importante a menos importante),e começa pelas mais desafiadoras e que necessitam de mais concentração e foco;
  3. Dizer não a muitas tarefas ao mesmo tempo: quando realizamos muitas tarefas ao mesmo tempo diminuímos a nossa concentração e produtividade. isso gera distrações, e opte por listar as tarefas e seguir a sequência;
  4. Não dar muita atenção ao perfeccionismo: nem sempre conseguimos a perfeição, tanto porque ela não existe. então foca em dar o seu melhor em cada uma das tarefas, coloca uma mentalidade positiva, não duvida das tuas capacidades e dê o passo;
  5. Aprender a elogiar-te: o pequeno passo faz grande diferença para vencer a procrastinação. por isso elogia-te e recompensa a ti mesma, isso ajuda a aumentar a autoconfiança. sempre que concluir uma tarefa faça uma pequena pausa e faz algo que gostes, ouvir música ou beber o teu café ou chá;
  6. Evitar distrações: é provado que as distrações leva-nos a procrastinação interrompendo o fluxo do trabalho, além de aumentar o stress ea ansiedade. por isso mantém tudo aquilo que possa distrair-te distante, telemóvel no silêncio, notificações das redes sociais desligadas e a TV também. isso vai ajudar a manter o foco;
  7. Aprender a dividir as tarefas: dividir o nosso trabalho em pequenas ações ajuda a ‘enganar’ a nossa mente e a aliviar a carga que nos leva a procrastinar. além de ajudar melhor na concentração e motivação para fazer;
  8. Vencer o medo: como referi acima, muitas vezes tememos o julgamento ou o fracasso, mas quero que saibas que é importante aprendermos a vencer o medo. para isso é preciso dar passos, nem que sejam pequenos mas dê passos. só assim conseguirás vencer o medo;
  9. Definir prazos: definir prazos ajuda-nos a optimizar o nosso tempo. ao definir os pequenos, curtos e longo prazos ajuda-te a dividir a tarefa para que possas concluir. isso vai te ajudar a vencer a procrastinação;
  10. Fazer uso de ferramentas para te auxiliar no teu dia a dia, tais como: o pomodoro (que ajuda no foco); aplicativos para controlar as distrações como as notificações, calendários e lista de tarefas para ajudar no desempenho e ter tudo organizado.

Conclusão

Como referi no início do artigo, todo o ser humano procrastina. Existem sempre tarefas que acabamos por procrastinar ou momentos em que temos preguiça de fazer algo. Aqui a diferença é se tens ou não consciência disso. Porque quando temos consciência dos nossos comportamentos torna-se mais fácil fazer a mudança.

E, essas mudanças são feitas no dia a dia. Com um passo todos os dias, sem cobranças ou perfeccionismo. Aprender a dar o teu 1% todos os dias, que isso vai te ajudar a vencer a procrastinação. Fez sentido para ti? Partilha comigo aqui.

Beijinhos de luz

Cimyck Freire

Coach & Mentor de Rotinas de Autocuidado

Cimyck Freire

Cimyck Freire

Sou a Cimyck e o meu trabalho é ajudar mulheres a implementar rotinas diárias de sucessos através de uma mentoria. Além de Coach também sou blogger, onde partilho dicas de desenvolvimento pessoal e autoconhecimento.

Outros Artigos
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on facebook

Deixe um comentário