Apesar de animados com a retoma, alguns comerciantes dão nota negativa à organização no primeiro dia da Gamboa

Em declarações ao Balai, vários comerciantes disseram sentir-se prejudicados e cansados por causa da falta de organização no recinto do evento.

Após dois anos de paragem devido à pandemia da covid-19, os comerciantes deslocaram-se em massa para marcar presença na 28.ª edição do Festival da Gamboa.

O Balai esteve à conversa com alguns comerciantes para saber o que esperam do certame e a maioria teceu críticas à organização neste primeiro dia de festival. Há vários anos que Alice desloca-se à Praia da Gamboa com o seu carrinho de bifanas em busca do sustento da família. Pela primeira vez, diz que está cansada por causa da falta de organização.

“Estou a preparar tudo desde segunda-feira e espero que seja um bom festival após dois anos parados. Ainda estamos à espera dos ‘freepass’ que nos ofereceram para podermos vender os nossos produtos. Pelo que costumo assistir, esta edição está mal-organizada e pior do que nos outros anos”.

Apesar de estar satisfeita com o preço que pagaram pelos quiosques – 2500$00, Fernanda “Nanda” Ribeiro também partilha da opinião de Alice.“É o primeiro festival do novo edil praiense e acho que ainda não tem a experiência dos anteriores. Espero que os próximos anos sejam melhores”, diz.

Esta é a primeira vez que Jessica Mendes monta uma barraca no Festival da Gamboa e diz-se contente com a retoma da economia.” Espero que seja um bom festival e que tudo corra bem”.

Keven Vaz por sua vez mostrou-se contente com a retoma do festival após dois anos parado, mas chama a atenção para o uso das máscaras. “Espero que todos respeitem todas as medidas porque ainda estamos no meio da pandemia”.

O jovem universitário Eça Fernandes viu no festival da Gamboa uma forma de arrecadar fundos para a comissão de finalistas. Apesar de animado, o jovem também criticou a organização. “Hoje falharam em muitas coisas, como por exemplo, a ligação elétrica que foi feita só hoje o que dificultou na refrigeração das bebidas. Espero que haja uma melhoria na organização”.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest