Antigo presidente da câmara de Mosteiros homenageado pela autarquia no quadro das festas do Dia do Município

O antigo presidente da câmara de Mosteiros de 2002 a 2020 e deputado da nação, Carlos Fernandinho Teixeira, é homenageado hoje pela autarquia mosteirense no quadro das atividades do Dia do Município.

A homenagem realiza-se durante sessão solene de comemoração do Dia do Município de Mosteiros, hoje, que vai ser presidido pelo Presidente da República, José Maria Neves.

Com esta homenagem, a autarquia de Mosteiros quer reconhecer os “relevantes serviços prestados ao município, do empenho e do excecional espírito de abnegação com que Fernandinho Teixeira desempenhou as funções de presidente da Câmara Municipal, entre 2002 e 2020.”

Carlos Fernandinho Teixeira, que deve regressar hoje de Portugal onde se encontrava em tratamento médico, nasceu a 12 de Fevereiro de 1960 na freguesia de Nossa Senhora de Ajuda, Mosteiros.

Com formação em gestão de desenvolvimento local, planeamento e urbanismo pela Universidade Aberta de Lisboa, antes de chegar à presidência da câmara foi professor do ensino básico integrado nas ilhas de São Nicolau e Brava (1878-1983) e do então ciclo preparatório (1991-94).

De 1994 a 1999 lecionou na escola secundária de São Filipe as disciplinas de Introdução à Atividade Económica.

Enquanto autarca desempenhou as funções de deputado municipal do concelho do Fogo (1991/96) e com a criação do município de Mosteiros, integrou a equipa local do PAICV que viria a vencer as primeiras eleições locais, em 1996, tendo sido eleito vereador.

Exerceu um mandato e meio como vereador (1996/2002), seguindo para a presidência da câmara (2002), em substituição de Júlio Correia, cargo que desempenhou até 2020, tendo sido reeleito em 2004, 2008, 2012 e 2016.

Exerceu a função de vice-presidente da Associação Nacional dos Municípios de Cabo Verde (ANMCV), cargo que já tinha ocupado entre 2002 e 2004.

Foi igualmente primeiro secretário da organização dos pioneiros Abel Djassi nas ilhas do Fogo e da Brava, secretário na Juventude Africana Amílcar Cabral (JAAC-CV) de 1990 a 1991 e de 1996 a 2002 o cargo de primeiro secretário do PAICV, sector de Mosteiros, e nos últimos anos a função de presidente da Comissão Política Regional do PAICV, no Fogo, e membro do Conselho Nacional e da Comissão Política Nacional do PAICV.

Participou em vários fóruns e eventos como congresso da Associação dos Municípios Portugueses, no congresso dos municípios ultraperiféricos de Ações, Madeira e Cabo Verde e no fórum social mundial em Belém do Pará, Brasil (2009) e no fórum regional de Dakar.

Foi homenageado pelo antigo Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca com a primeira classe de medalha de mérito pelo trabalho desenvolvido ao longo dos anos em prol do desenvolvimento do país.

O primeiro presidente da câmara de Mosteiros e antecessor de Carlos Fernandinho Teixeira, Júlio Correia, na sua página nas redes sociais destacou que “em boa hora” Mosteiros homenageia Carlos Fernandinho.

Júlio Correia indicou não lhe ser fácil, por falta de distanciamento emocional, escrever sobre o seu familiar, amigo e companheiro, Carlos Fernandinho Teixeira, “ora em momento difícil de saúde”, qualificando-o como “um grande patriota cabo-verdiano, um incondicional filho da ilha do Fogo, um comprometido com o desenvolvimento dos Mosteiros e um autarca que deixou marcas indeléveis e transcendentes”.

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest