Cabo Verde está num “bom caminho” na integração de cuidados primários e diferenciados de saúde, diz governante português

O secretário de Estado Adjunto e da Saúde de Portugal disse hoje que Cabo Verde está num “bom caminho” de integração de cuidados primários e diferenciados de saúde e destacou a articulação existente entre as infra-estruturas sanitárias.

António Lacerda Sales falava à imprensa no final da sua visita à Região Sanitária Santiago Norte (RSSN) no âmbito da sua visita de dois dias a Cabo Verde, que termina hoje, onde visitou os centros de saúde de Santa Cruz, São Lourenço dos Órgãos e de São Miguel, e o Hospital Regional Santa Rita Vieira, em Achada Falcão, Santa Catarina, em conjunto com o seu homólogo cabo-verdiano, Evandro Monteiro.

“Portanto, diria que esta visita aos serviços de cuidados primários de saúde [centros de saúde] quer ao Hospital Regional Santa Rita Vieira é muito útil, porque de facto aprendemos todos uns com os outros (…) e esta solidariedade entre os países não é algo facultativo é um dever de todos nós”, observou António Lacerda Sales.

Tomando como exemplo a RSSN, o governante português comparou a organização existente entre os centros de saúde e hospital regional com o actual naquele país europeu, tendo classificado os serviços dos centros de saúde visitados como “bons”, por ali se fazer muita patologia, análises laboratoriais, e indicações médicas.

“É um pouco da organização como em Portugal, com os hospitais que (…) articulem com os centros de saúde. Portanto, esta articulação de cuidados primários com cuidados mais diferenciados é fundamental, e penso que Cabo Verde está num bom caminho neste sentido, nesta integração de cuidados primários com os cuidados diferenciados”, vincou.

Por outro lado, reiterou que a sua vinda a Cabo Verde foi para colaborar com o arquipélago na área dos cuidados primários de saúde, nomeadamente na área de formação usando os meios telemáticos e a telemedicina, e entre outras áreas, como em tempos de pandemia.

Ainda no âmbito dessa cooperação “profunda e histórica”, António Lacerda Sales lembrou ainda que Portugal colaborou com Cabo Verde no processo da vacinação contra a pandemia de covid-19.

“É, de facto, muito importante aprofundarmos e mantermos essa relação que é histórica, que diria que é fundamentado naquilo que é o Dr. Santa Rita Vieira, porque ele foi, de facto, um símbolo da saúde pública em Cabo Verde, e isso é uma inspiração para todos nós e para a cooperação entre Portugal e Cabo Verde (…)”, comprometeu-se o governante.

Na mesma linha, o secretário de Estado Adjunto do Ministro de Saúde de Cabo Verde, Evandro Monteiro, destacou a “boa organização” existente na RSSN, do ponto de vista da descentralização dos cuidados quer primários como secundários.

Aliás, assegurou que todas as estruturas de saúde da região sanitária têm todas as condições adequadas para prestarem um cuidado de proximidade e de qualidade.

Em relação à visita do seu homólogo português, Evandro Monteiro informou a mesma serviu ainda para “abrir as portas” para possíveis áreas de protocolos e intercâmbios de valores e conhecimentos entre os dois países.

 

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest