Celebrações dos 166 anos Cidade da Praia devem ser encaradas como um momento jubiloso – PAICV

O Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV) defendeu hoje que as celebrações dos 166 anos da elevação da Praia ao estatuto de cidade devem ser encaradas como um momento “jubiloso”.

A afirmação foi feita em conferência de imprensa, pela vice-presidente da Comissão Política Regional de Santiago Sul, Paula Moeda, num pronunciamento para assinalar os 166 anos da elevação da Vila de Santa Maria da Vitória à categoria de Cidade, que se celebra a 29 de Abril.

“Aos 166 anos como cidade, assim como fazemos a retrospetiva histórica e evolutiva desta nossa bela cidade, mas desafiante, termos de ser capazes de fazer também a prospetiva da Praia”, apontou.

Por isso, lamentou que o Governo tenha “abandonado a Praia”, deixando-a à sua sorte, fora do mapa de investimentos em infraestruturas que são da sua responsabilidade.”

Segundo Paula Moeda, o Governo central está mais interessado em soluções demagógicas, com básicas mensagens de ajuda destinadas ao “aliciamento” dos eleitores, em concursos de responsabilidades municipais.

“Temos o dever ético, moral, político e social de renegar, democraticamente, discursos e atos inconsequentes e eleitoralistas, uma afronta e ataque permanente do Governo e do MpD à Câmara Municipal da Praia”, acrescentou.

Em vez disso, apontou que “neste futuro que se aguarda à Praia Maria” espera do Governo central mais segurança pública, energia e água, transportes, emprego digno, áreas sociais mais pujantes, empreendedorismo e ambiente para investimento.

“Mais cooperação externa, promoção do desenvolvimento e jogo limpo e sereno para com a Câmara Municipal da Praia, liderada por Francisco Carvalho, que vai continuar a representar democraticamente os cidadãos residentes na capital cabo-verdiana”, acrescentou Paula Moeda, enaltecendo o mandato do edil praiense.

“Cumpriu e consagrou o seu compromisso com o cidadão munícipe da Praia e impulsionou o espírito da confiança e esperança no futuro”, notou.

Para concluir, garantiu que o PAICV vai continuar a trabalhar com “passos firmes” na concretização de uma “Praia para Todos”, com programas e projetos capazes de tornar a capital cabo-verdiana mais inclusiva, mais próspera e mais justa.

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest