Covid-19: Cabo Verde com mais 228 casos positivos de covid-19 e 177 recuperados

Cabo Verde registou nas últimas 24 horas mais 228 novos casos positivos de covid-19, num total de 805 amostras analisadas, num dia em que 177 doentes foram declarados como recuperados.

De acordo com os dados divulgados na tarde desta sexta-feira, pelo Ministério da Saúde, Praia volta a liderar a lista dos municípios com maiores números de infeções diárias, com 90 casos, num total de 234 amostras analisadas, seguido de São Vicente, com 55 casos em 153 amostras.

São Filipe teve 12, Santa Catarina, Ribeira Brava e Maio registaram 1dez casos cada. Tarrafal de São Nicolau oito, Mosteiros cinco, São Salvador do Mundo, São Lourenço, Ribeira Grande de Santo Antão com quatro cada, Tarrafal, São Miguel, Brava e Porto Novo registaram dois casos cada e Santa Cruz, Santa Catarina do Fogo, Paul, Boa Vista um caso cada.

Ribeira Grande de Santiago e São Domingos são os únicos concelhos que não registaram casos positivos, nesta sexta-feira, mas continuam com infeção ativa.

Os dados apontam que dos 177 doentes declarados recuperados a maioria (93) é proveniente do concelho da Praia, que passa, entretanto, a contabilizar 466 casos ativos, neste dia em que a taxa de positividade a nível nacional situou-se em 28,3%.

Com a atualização dos dados hoje o país passa a contabilizar 1.251 casos ativos 59.062 casos recuperados, 405 óbitos, 43 óbitos por outras causas e 9 transferidos, perfazendo um total de 60.770 casos positivos acumulados.

Com vista a mitigar as consequências da pandemia de covid-19 em Cabo Verde, o Ministério da Saúde apela às pessoas para que adiram à campanha de vacinação contra a covid-19 que está a decorrer em todo o país, inclusive com a disponibilização da quarta dose, para que todos possam estar mais protegidos o mais rápido possível.

Lembra ainda que é recomendável o uso de máscaras faciais principalmente em qualquer espaço interior ou fechado, apesar de ser obrigatório apenas em estabelecimentos e infraestruturas de saúde públicas e privadas, centros de dia e lares de idosos públicos ou privados, estabelecimentos prisionais e transportes coletivos de passageiros terrestres, aéreos e marítimos.

Por outro lado alerta, que a higienização das mãos para evitar a propagação da infecção continua a ser igualmente importante.

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

Deixe um comentário

Follow Us