Covid-19: Cabo Verde reporta nas últimas 24 horas sete casos novos positivos

Cabo Verde reportou nas últimas 24 horas sete casos novos positivos de covid-19, resultantes de 394 amostras processadas nos laboratórios nacionais, informou esta segunda-feira, 08, o Ministério da Saúde (MS).

Segundo a mesma fonte, registou-se um total de seis recuperados nos concelhos sendo Santa Catarina (1), São Miguel (1), São Lourenço dos Órgão (2), São Filipe (1) e Mosteiros (1).

Os casos positivos verificaram-se nos seguintes concelhos: Ribeira Brava (São Nicolau) (4), Santa Catarina (1), Mosteiros (1) e São Vicente (1).

O País passa a contabilizar 42 casos ativos, 61.707 recuperados, 410 óbitos, 46 óbitos por outras causas e nove transferidos, perfazendo um total de 62.214 casos positivos acumulados.

Neste momento, de acordo com o MS, não há pessoas internadas nos hospitais de Cabo Verde devido à COVID-19.

Nos últimos 14 dias, ou seja, de 25 de Julho a 07 de Agosto, conforme o Ministério da Saúde, foi analisado um total de 7656 amostras (média de 547 amostras analisadas por dia) e identificado um total de 138 casos novos. A taxa de incidência acumulada a nível nacional, neste período, é de 24 por 100 mil habitantes, a taxa de transmissibilidade (Rt) é de 0,63 e a taxa de positividade foi, em média, 1,7%.

Em relação à vacinação, até 07 de Agosto, Cabo Verde já utilizou 772945 (70,4%) doses de vacinas contra a COVID-19. Do número estimado de adultos, 320530 (98,4%) já tomaram a primeira dose, 279656 (85,8%) de adultos já foram completamente vacinados e um total de 113173 (34,7%) já tomou a dose de reforço.

Em relação aos adolescentes, um total de 47000 (87,4%) já tomou a 1a dose e 39548 (73,6%) já estão completamente vacinados.

No sentido de mitigar as consequências da pandemia de Covid-19 em Cabo Verde, as autoridades apelam às pessoas para que adiram à campanha de vacinação contra a COVID-19 que está a decorrer em todo o país, para que todos possam estar protegidos o mais rápido possível.

As autoridades recomendam ainda o uso de máscaras faciais principalmente em qualquer espaço interior ou fechado, apesar de ser obrigatório apenas em estabelecimentos e infraestruturas de saúde públicas e privadas, centros de dia e lares de idosos públicos ou privados, estabelecimentos prisionais e transportes coletivos de passageiros terrestres, aéreos e marítimos.

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest