Edilidade do porto Novo regozija-se com arranque do Plano de Emergência contra Seca em Cabo Verde 

A edilidade porto-novense regozijou-se hoje com o facto de o município do Porto Novo ter sido contemplado com a operação DREF (Fundo de Emergência de Respostas às Catástrofes), enquadrado no Plano de Emergência contra Seca em Cabo Verde.

Através de uma nota, a Câmara Municipal do Porto Novo enalteceu o facto de este programa contemplar este município com assistência alimentar, contribuindo ainda para o melhor acesso à água, além de ações de sensibilização para as questões de higiene e saneamento.

“O objetivo global desta ação é responder às necessidades imediatas da população afetada pelas várias crises atuais e reduzir a sua vulnerabilidade na sequência de previsões de grave insegurança alimentar e subnutrição nos próximos meses”, explicou a edilidade, através de uma nota.

A Cruz Vermelha de Cabo Verde (CVCV) lançou, esta quarta-feira, 19, o programa de transferência monetária para acudir as famílias em risco de segurança alimentar nos concelhos de Porto Novo, São Domingos, Santa Cruz e Ribeira Grande de Santiago.

Este programa, que arrancou com a distribuição dos primeiros cheques, está inserido na operação Fundo de Emergência de Respostas às Catástrofes, financiado pela Federação Internacional das Sociedade da Cruz Vermelha do Crescente Vermelho, numa verba que ultrapassa os 33 mil contos.

O programa de transferência monetária é uma estratégia dessa operação que, nesta primeira fase abrange os quatro municípios acima referidos, e que foram referenciados como regiões do país, que no período de Junho a Agosto de 2022 estarão na fase três da crise alimentar, numa escala de cinco.

Neste quadro a CVCV prevê beneficiar um total de 400 famílias com assistência alimentar através da transferência monetária incondicional, no montante de 12.350 durante os três meses, totalizando 37.050 escudos.

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

Deixe um comentário

Follow Us