Embaixadora da União Europeia toma pulso de projectos ligados à Zona Económica Especial de São Vicente 

A embaixadora da União Europeia, Carla Grijó, visita Mindelo a partir da tarde de hoje e por dois dias para encontros com entidades ligadas à Zona Económica Especial Marítima – São Vicente (ZEEM-SV). 

A deslocação, conforme nota do Governo e que a Inforpress teve acesso, surge de um convite do ministro do Mar, Abraão Vicente, que será a primeira entidade com quem mantém um encontro de trabalho na tarde de hoje. 

Carla Grijó deverá visitar ainda o Complexo de Pesca, a Onave, a Enapor e a Cabnave e ter encontros com a administração da zona especial 

A embaixadora da União Europeia deixa Mindelo na quinta-feira, 03, após uma última visita à zona de Saragarça, que acolherá toda a infra-estrutura da ZEEM-SV. 

A ZEEM-SV apresenta-se, conforme o Governo, como principal pilar da estratégia de Plataforma Marítima, nomeadamente através de projectos relacionados com o desenvolvimento portuário, das pescas, da reparação e construção navais, do bunkering, do conhecimento e da indústria do turismo ligado ao mar, desportos náuticos e de recreio. 

Este projecto teve um “forte apoio” da República Popular da China, principalmente na elaboração do estudo de viabilidade deste investimento e está estimado em cerca de dois mil milhões de dólares. 

O executivo pretende que tenha um “forte impacto” na economia nacional, na criação de emprego, desenvolvimento industrial, aumento das exportações, crescimento do Produto Interno Bruto (PIB), desenvolvimento de todo o sector privado nacional, diversificação do crescimento económico e a internacionalização da economia de Cabo Verde. 

O diploma que instituiu a ZEEM-SV e estabeleceu o regime jurídico especial da sua organização, desenvolvimento e funcionamento, foi promulgado pelo então Presidente da República Jorge Carlos Fonseca, em Julho de 2020. 

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest