Forças políticas reconhecem contributo de Carlos Fernandinho Teixeira no desenvolvimento do município de Mosteiros

As duas forças políticas representadas na Assembleia Municipal de Mosteiros, PAICV (situação) e MpD (oposição) reconheceram esta sexta-feira, 12, o contributo dado pelo antigo presidente, Carlos Fernandinho Teixeira, para o desenvolvimento do município de Mosteiros.

Ao fazer a sua intervenção na sessão solene da Assembleia Municipal, o líder do Movimento para a Democracia (MpD), Carlos Lopes disse que “apesar das diferenças ideológicas” o seu grupo “reconhece publicamente” o contributo de Carlos Fernandinho em prol do município de Mosteiros.

“A sessão de hoje foi reservada à homenagem a Carlos Fernandinho Teixeira, que foi vereador, presidente da câmara durante alguns mandatos e hoje Deputado da Nação. Sabemos que a sua situação de saúde é preocupante, pelo que almejamos melhoras e votos de paz e tranquilidade à sua família”, disse o líder do MpD na Assembleia Municipal, agradecendo ao homenageado por tudo o que fez a favor do município, da ilha e do País.

Por sua vez o líder do grupo do PAICV, Isildo Gomes referiu que esta sessão especial é para homenagearmos um dos grandes filhos do município e da ilha e expressa todo o reconhecimento do povo de Mosteiros pela “valiosa contribuição” que Carlos Fernandinho Teixeira deu em prol do desenvolvimento de Mosteiros.

“Fernandinho deixou as suas marcas em todos os cantos e recantos do município. A visibilidade das obras realizadas pelas sucessivas equipas que liderou durante 18 anos, dispensa grande capacidade de observação”, referiu Isildo Gomes, salientando que mais do que a visibilidade das grandes infraestruturas edificadas, são os impactos que tiveram e estão a ter na vida das pessoas.

“Uma marca do Fernandinho que acreditamos ser o seu orgulho e dos residentes dessa localidade é a estrada de acesso ao Cutelo Alto”, advogou o líder do PAICV, para quem esta estrada marcou a transformação dessa localidade que entrou no roteiro turístico da ilha do Fogo.

Para Isildo Gomes, Carlos Fernandinho Teixeira foi um homem que sempre aceitou grandes desafios, que sonhou e idealizou grandes obras e foi um dos primeiros autarcas a adotar a presidência de proximidade, estando sempre junto das pessoas, nos melhores e nos piores momentos.

“Trata-se de uma homenagem de todo o povo de Mosteiros e diria até de toda a diáspora mosteirense” concluiu Isildo Gomes.

Por sua vez, o presidente da autarquia de Mosteiros, Fábio Vieira, afirmou que os mosteirenses nas ilhas, na diáspora e neste município, sentem que é da maior justiça homenagear esta figura ímpar e que dedicou quase uma vida inteira ao serviço público.

“Estamos felizes pela oportunidade de realização deste acto de homenagem, mas desconfortados, rasos e entregues a algum desânimo pela ausência dele (Carlos Fernandinho Teixeira) hoje, pois o infortúnio da doença não lhe permite presenciar esta distinção que merecidamente o fazemos”, evidenciou Fábio Vieira.

“Este veleiro, chamado Mosteiros, que hoje também navegamos e que segue seu rumo firme, estando mais resiliente e mais confiante no enfrentamento dos mares e das marés, teve construtores dedicados, ousados e competentes e de entre eles esta destacada personalidade que é o presidente Carlos Fernandinho Teixeira”, mencionou o autarca, para quem homenagear esta figura é estar na linha de frente, lutar e vencer a batalha contra a pobreza e a desigualdade, colocar-se do lado do povo.

Igualmente sublinhou que homenageá-lo “é não regatear na defesa dos interesses de Mosteiros, é segurar o facho, resguardar e proteger as marcas indeléveis que nos legou e os valores que acrescentou a este Concelho”, acrescentando que vai propor aos órgãos autárquicos que o nome de Fernandinho Teixeira seja associado a uma grande iniciativa e conste da toponímia no Concelho de Mosteiros.

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

Deixe um comentário

Follow Us