Lourenço Lopes destaca “sinais evidentes” de retoma da atividade turística na ilha da Boa Vista

O secretário de Estado adjunto do primeiro-ministro disse que já há sinais evidentes da retoma da atividade turística um pouco por todo o país, principalmente na ilha da Boa Vista, onde o sector representa 30 por cento (%) do mercado nacional.

Lourenço Lopes fez esta afirmação à inforpress, após cumprir dois dias de visita à ilha da Boa Vista, onde fez a entrega simbólica das chaves do White Hotel ao Grupo Oásis, manteve encontro com a equipa camarária e esteve em reunião com a comunicação social para se inteirar das condições de trabalho da classe profissional da ilha.

“Para o Governo é importante que haja esta retoma para que efetivamente o turismo continue a contribuir para o crescimento sustentável da economia nacional, para a geração de empregos qualificados para os nossos jovens, sendo que o turismo representa cerca de 25% do produto interno bruto”, afirmou.

O governante sublinhou que é importante que haja esta retoma para que efetivamente o turismo continue a contribuir para o crescimento sustentável da economia nacional.

Para que isso aconteça, Lourenço Lopes disse ser importante ter uma visão global do desenvolvimento do turismo e que todos os boavistenses e cidadãos que escolheram a ilha para viver e realizar o projeto de vida aproveitem essas oportunidades que o turismo oferece.

Conforme justificou , nada valerá ter um desenvolvimento do turismo se não se resulte na melhoria das condições de vida dos cidadãos cabo-verdianos.

“E tendo esta consciência paralelamente aos hotéis nós temos é que qualificar o destino turístico através de projetos, e de vários instrumentos que o Governo tem através do Fundo do Turismo e do Ambiente, e da própria ação da Sociedade de Desenvolvimento de Boa Vista e Maio (SDBVM)”, adiantou, referindo-se a um conjunto de projetos pendentes a adotar na ilha da Boa Vista, como de infraestruturas sociais, comunitárias e económicas, para a melhoria da atividade turística sustentável e de valor acrescentado na Boa Vista, e em Cabo Verde.

Para Lourenço Lopes, é possível falar num turismo diversificado numa dupla dimensão, na oferta daquilo que há para oferecer aos visitantes em termos da história da ilha, da música, da gastronomia, do artesanato para que não se centralize somente no mercado de praia e mar, e na perspetiva da procura de novos mercados emissores de turismo para acrescentar cada vez mais valor à atividade turística e económica em benefício das comunidades locais.

Quanto à abertura do White Hotel, de 64 quartos, localizado na cidade de Sal Rei, o secretário de Estado afirmou que a infraestrutura vai dar um novo dinamismo ao centro da cidade de Sal Rei, o que constitui um sinal de confiança dos investidores na ilha e no país após a paralisação dos dois anos depois de alguma redução de atividade turística resultante da pandemia da covid-19.

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest