Países da UE decidem abrir negociações formais de adesão com Ucrânia e Moldova

A convocatória da Conferência Intergovernamental (CIG) foi hoje marcada pelos Estados-membros da União Europeia (UE) para dia 25, marcando a abertura formal da adesão da Ucrânia e Moldova ao bloco, anunciou hoje a presidência semestral belga.

Os ministros das Finanças da UE adotaram hoje, no Luxemburgo, o quadro negocial com os dois países candidatos e a abertura formal das negociações arranca, também no Luxemburgo, na próxima terça-feira, após a reunião dos ministros dos Assuntos Europeus da UE.

Na quarta-feira, os embaixadores dos Estados-membros junto da UE tinham já concordado na convocação da CIG, hoje formalizada pelo Conselho da UE, a poucos dias do fim da presidência rotativa belga (termina a 30 de junho, seguindo-se a Hungria no segundo semestre do ano).

A Comissão Europeia considerou, por seu lado, no passado dia 07 que Kiev e Chisinau cumpriam as condições prévias para a abertura das longas negociações formais.

O Conselho Europeu tinha já dado parecer favorável à abertura de negociações em dezembro de 2023.

A CIG prepara a reforma das instituições da UE no âmbito do alargamento a novos Estados-membros, havendo atualmente oito países candidatos: Turquia (1987), Macedónia do Norte (2004), Montenegro (2008), Albânia (2009), Sérvia (2009), Bósnia e Herzegovina, Ucrânia, Moldova (2022) e Geórgia (2023).

Inforpress/Lusa

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest