PR lamenta atraso na conclusão de obras na Boa Vista e apela a aceleração de investimentos

O Presidente da República lamentou hoje o facto de, após cinco anos, a praça da cidade de Sal Rei, na Boa Vista, estar inconclusa, assim como a orla marítima sem requalificar, e defendeu a aceleração de investimentos na ilha.

José Maria Neves fez estas observações em declarações aos jornalistas, após visitar a cidade e manter contactos com a população de Sal Rei e um encontro de trabalho com a equipa camarária, dois pontos da primeira parte da agenda da visita de quatro dias à “ilha das Dunas”.

“É fundamental um outro olhar para a ilha da Boa Vista (…). Não podemos cinco anos manter a praça da cidade como está, e não se pode todo este tempo sem requalificar a orla marítima sendo uma ilha turística, que é o motor de crescimento do país”, afirmou, sublinhando ser urgente mudar efectivamente as coisas e acelerar o ritmo de investimento e de desenvolvimento da Boa Vista.

Para José Maria Neves, a ilha da Boa Vista “é um diamante que está por lapidar” e, por isso, defendeu que “é fundamental” que se dê uma outra atenção à ilha para poder transformar as vantagens comparativas que tem em fontes de vantagens competitivas.

Ainda segundo argumentações do Presidente da República a ilha tem que ser muito mais competitiva, e, para isso, é preciso acelerar o passo na requalificação da orla marítima, na requalificação urbanística e ambiental da cidade, algo que, no seu entender, será possível só com uma forte parceria entre o Estado e a autarquia.

Hoje à tarde José Maria Neves deverá deslocar-se à zona Norte onde efectuará visitas à Queijaria Comunitária, a jovens e mulheres empreendedores, associações comunitárias, agricultores e criadores nas localidades de Bofareira, João Galego e Tarafes.

Ainda durante a tarde, o mais alto magistrado da Nação fará uma homenagem ao antigo Presidente da República Aristides Pereira, com a deposição de uma coroa de flores na campa daquele que foi o primeiro chefe de Estado cabo-verdiano.

Este primeiro dia de visita do Presidente da República, dia que é também dedicado a São José e aos pais, será encerrado com a participação na missa em honra ao santo, em Tarrafes.

Na quarta-feira, o segundo dia da denominada de “Presidência na ilha”, a visita será preenchida com um intenso programa ambiental, no quadro das acções do Presidente da República enquanto Patrono da Década dos Oceanos e Champion para a Preservação do Património Natural e Cultural de África.

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest