Presidente da AN da Costa do Marfim propõe ações concertadas para ultrapassar os desafios da África

O presidente da Assembleia Nacional (AN) da Costa do Marfim propôs esta quinta-feira, 13, o reforço da parceria e implementação de acções concertadas e imediatas para superar os desafios e construir um futuro mais justo, durável e pacífico para os povos.

Durante a sua intervenção na sessão solene especial de boas-vindas, Adama Bictogo lembrou que o continente africano continua a ser confrontado com crises, desafios e enormes problemas a nível de segurança, mudanças climáticas e de estabilidade que necessitam e requer a colaboração acrescentada e acções concertadas de todos.

Segundo avançou, a desregulação climática, a crise energética e a mudança climática são desafios globais e que afectam particularmente os países africanos, e merecem uma especial atenção também a nível políticas ambientais ambiciosas que possam encorajar as iniciativas locais de transição e de resiliência climática.

Por outro lado, o presidente do parlamento da Costa do Marfim propôs um trabalho em conjunto para reforçar as instituições democráticas, promover uma boa governança e garantir a segurança das fronteiras, e através da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO), agir e trabalhar para o retorno à ordem constitucional nos Estados que estão em conflitos armados.

“É a hora dos países da nossa sub-região deixar de lado suas divergências e concentrarmos naquilo que nos uniu, oferecendo às nossas populações a possibilidade de superar os desafios e de construir um futuro mais justo, mais durável e mais pacífico para os nossos povos e a nossa solidariedade regional deve ser o fundamento da nossa estabilidade e da nossa prosperidade”, precisou.

Adama Bictogo defendeu ainda o reforço a nível económico, social e político para fazer face aos desafios comuns a nível da CEDEAO, sobretudo na promoção da integração regional.

Segundo disse, a nova ordem geográfica e económica imposta pela guerra na Ucrânia e pelo conflito Israel-Palestina, a inflação financeira galopante, interpela os países da sub-região a reforçar as relações sul-sul, sendo que África é capaz de subir ao mais alto nível.

Adama Bictogo partilha da mesma opinião de que a instalação de uma linha aérea e marítima entre Abidjan e Praia poderá também ser um factor de aceleração de todas as componentes económicas e comerciais e levar ao reforço das relações entre os dois povos e países.

O presidente da Assembleia Nacional da Costa do Marfim, chefia uma delegação que se encontra em Cabo Verde numa visita de dois dias.

Durante o encontro desta manhã, os dois parlamentares assinaram um protocolo de cooperação e à tarde está prevista uma visita ao Núcleo Operacional para a Sociedade de Informação (NOSI).

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest