Presidente da República reitera “fortes laços” de cooperação entre Senegal e Cabo Verde em vários domínios

O Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca, confirmou hoje os “fortes laços” de cooperação entre Cabo Verde e Senegal, destacando os domínios culturais e económicos, com “elevado nível” de diálogo bilateral.

Jorge Carlos Fonseca fez esta intervenção durante a cerimónia de apresentação de cartas credenciais pelo embaixador extraordinário e plenipotenciário do Senegal, Ely Sy Beye.

Na ocasião, o chefe de Estado expressou o apreço dos cabo-verdianos pela “excelência das relações” entre os dois países e povos, unidos por “fortes laços” históricos, culturais, de amizade e solidariedade, bem como de partilha de interesses e valores.

Conforme apontou, esta união histórica remonta ao povoamento de Cabo Verde, sendo que as as relações diplomáticas datam dos primórdios da independência nacional.

“Essas relações têm sido consubstanciadas no respeito e na procura de benefícios mútuos, cimentados por vários e relevantes acordos de cooperação técnica, cultural e económica, destacando-se o elevado nível de diálogo político bilateral”, assinalou.

Do mesmo modo, reconheceu um “enorme potencial” de cooperação económica e empresarial por explorar, sendo “imperativo” a retoma do processo de execução do projecto de ligação marítima Dacar-Praia, a fim de impulsionar o comércio e criar “um ambiente favorável” à competitividade dos operadores económicos em ambos países e facilitar a circulação de pessoas.

Por outro lado, Jorge Carlos Fonseca sublinhou a presença da antiga comunidade cabo-verdiana no Senegal e a existência de uma comunidade senegalesa no arquipélago, que têm também “cimentado o substrato humano do diálogo político e de cooperação” entre os dois países.

Para o Presidente da República, a pertença comum à Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) tem oferecido aos dois países oportunidades de continuar o quadro de diálogo, propício ao estreitamento das relações de amizade e cooperação.

Por fim, felicitou a nomeação como embaixador do Senegal, desejando-lhe sucessos e no exercício da sua “nobre e relevante” função, augurando que possa contribuir para o “contínuo reforço e aprofundamento” das relações de amizade e cooperação entre senegaleses e cabo-verdianos.

O embaixador do Senegal, por seu lado, manifestou o prazer de ser o mais alto representante do seu país em Cabo Verde, por isso transmitiu a importância do reforço de cooperação entre os dois países.

Prometeu “tudo fazer” para que essas relações atinjam “patamares de excelência”, salientando que a amizade entre os dois povos permitirá alcançar o objectivos traçados.

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest