Responsabilidade parental, abuso sexual e alcoolismo entre os problemas que deputados jovens querem resolvidos

Os jovens deputados que participaram hoje no parlamento infanto-juvenil reclamaram, de Santo Antão à Brava, uma maior atenção nas leis que protejam as crianças quanto à responsabilidade parental, abuso de álcool e sexual e maior participação.

Da ilha de Santo Antão, os representantes dos jovens, que participaram no parlamento infanto-juvenil, referiram sobre o cumprimento das leis que de alcoolismo visando a proteção das crianças e adolescentes, apelaram a descentralização do poder para que as ilhas conheçam desenvolvimento e resolvam os seus problemas e maior participação destas nas políticas juvenis.

De Santiago Norte, a responsável pela mensagem recaiu também sobre a responsabilidade paternal, abuso sexual e maior responsabilidades para o cumprimento dos direitos das crianças e adolescentes.
Boa Vista por sua vez solicitou um olhar crítico do Governo sobre a ilha nos sectores da saúde, educação e turismo para um melhor desenvolvimento.

A mensagem da representante de São Vicente focou também no tema responsabilidade parental, violação sexual, reforma curricular, entre outros.

Na mesma linha seguiram os representantes da ilha do Maio, da Brava, do Fogo e de São Nicolau, que apontaram os desafios que enfrentam as crianças que sofrem com problemas sociais e negligências dos pais.

Já a representante do Santiago Sul focou no aumento dos jovens na criminalidade para colocar o dedo sobre a responsabilidade paternal, desigualdade social e outros que querem ver resolvidos pelo Governo.

Com estes planos de debate detalhados, a presidente da mesa parlamentar, Damares Tavares, prometeu, com “firmeza”, dar o seu máximo para que as recomendações sejam recebidas e assumidas pelo Governo.

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest