Sal: Comandante da 2ª Região exorta militares a encararem cada etapa com “determinação e zelo”

O comandante da 2ª Região Militar, no Sal, João Alípio Monteiro, exortou hoje aos efectivos a vencerem os desafios que ainda há pela frente e a encararem cada etapa militar com “determinação e zelo”.

João Alípio Monteiro fez essa exortação na cerimónia de celebração do 55º aniversário das Forças Armadas de Cabo Verde, assinalado a 15 de Janeiro, que contou com a presença do coronel Carlos Monteiro, designado presidente de honra destas cerimónias, em representação do Chefe de Estado-Maior, Anildo Morais.

Tendo em conta o contexto da pandemia da covid-19, estas celebrações para marcar o dia da criação das Forças Armadas de Cabo Verde decorreram sem a presença de convidados, nem mesmo de militares na reserva ou na reforma, contando tão somente com alguns militares em exercício no comando, liderado pelo comandante Alípio Monteiro.

Depois das honras militares e entoação do hino nacional, o momento foi de condecorações, apresentação das tropas em parada, e discursos de ocasião.

O major João Alípio Monteiro sublinhou na sua intervenção que o serviço militar, além de constituir um instrumento de desenvolvimento da capacidade moral e da consciência patriótica, constitui ainda um instrumento que visa a valorização cívica, cultural e física dos cidadãos que o cumprem.

“A nossa vida ligada às Forças Armadas será reflectida o quanto temos feito não só por nós, mas também pelos outros”, enfatizou, orientando os efectivos a encararem cada etapa militar com “determinação e zelo”.

“Sendo sempre obedientes, disciplinados, optimistas, resilientes e dedicados no cumprimento escrupuloso dos deveres militares”, reforçou.

Por sua vez, o coronel Carlos Monteiro, apresentando a mensagem do Chefe do Estado-Maior, alusiva à efeméride, apontou o facto de esta ser a última comemoração das Forças Armadas que ele Anildo Morais se dirige aos militares, na qualidade de Chefe do Estado-Maior.

“Durante todo o tempo que estive à frente dos desígnios da nossa instituição, elegi como prioridade, o homem, o recurso mais valioso e indispensável, e sobre as quais se centrou a acção do comando, que com o apoio do Governo, melhoramos as condições de vida e do trabalho nos quartéis”, frisou.

Neste dia que as Forças Armadas cumprem 55 anos na luta em prol da defesa do povo cabo-verdiano, o Chefe do Estado-Maior, através do coronel Carlos Monteiro, sublinhou o facto de a instituição militar constituir uma escola de valores que são passados de geração em geração e que visa acima de tudo formar “bons cidadãos, constituindo-lhes valores tais quais sejam o patriotismo, a cidadania a abnegação o espírito de sacrifício, a camaradagem, coragem e a disciplina”.

Por outro lado, atendendo à “complexidade” das ameaças e das missões a serem cumpridas, Anildo Morais enfatizou, na sua mensagem, que isso exige que as Forças Armadas estejam cada vez mais preparadas, melhor equipadas e motivadas para que possam defender o País, as instituições e o povo cabo-verdiano, nos termos da Constituição da República.

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest