Santo Antão: UCID acusa edilidade de Ribeira Grande de gozar com o povo e de fazer frete ao candidato do seu partido

O coordenador da UCID na Ribeira Grande, Santo Antão, Lucas Evangelista Lima, acusou hoje a edilidade de “gozar” com o povo e fazer “frete” ao candidato do seu partido ao lançar obras em época pré-eleitoral.

Lucas Lima, que falava aos jornalistas em conferência de impressa, enfatizou que “não podem” continuar a “manipular” o povo da forma como estão.

“Há pessoas que dizem que a IGAE tem fechado alguns trapiches e meses depois, ou melhor, semanas depois, a Câmara Municipal passa a esses trapiches fechados, novas licenças. Portanto, revertendo uma decisão do IGAE, uma competência que a Câmara Municipal não tem”, denunciou.

Segundo Lucas Lima já se sabe porque a Câmara Municipal toma tal decisão e a quem é que faz.

Conforme a mesma fonte, a edilidade não revoga a decisão do IGAE “a qualquer um” e faz a quem tem algum “proveito” a tirar.

“Portanto, creio que, a situação é, em traços largos, a realidade deste concelho, em certos aspectos. Os ribeira-grandenses, quer nas eleições legislativas, e municipais que se aproximam, devem fazer valer o seu poder de decisão e mostrar aos governos, central e local, que querem enveredar para outro rumo”, apelou.

Outrossim, o coordenador da UCID na Ribeira Grande falou da situação da juventude no concelho que, a seu ver, tem estado a sair dando a impressão de que Ribeira Grande está em “guerra civil”.

“Porque tanta juventude está a sair deste concelho, o que é que se passa? Não tem nada que os faça fixar em Ribeira Grande?” questionou.

Uma situação que segundo o coordenador da UCID deve ser “tomada a sério” e com “atenção”.

No entanto, Lucas Lima apontou que é necessário focar em três sectores, agricultura, pecuária e pesca que são áreas primárias da economia e, através delas, nascem outras áreas afins nas quais a juventude pode fazer a sua carreira profissional.

“O Governo local não tem determinadas competências em matéria de agricultura, mas através de projectos e pequenos financiamentos, pode fazer alguma coisa para colmatar esta situação gritante que é a saída da juventude do concelho”, pontuou.

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest