São Nicolau: AM da Ribeira Brava aprova instrumentos de gestão da edilidade para o ano económico de 2024

A Assembleia Municipal (AM) da Ribeira Brava aprovou esta quarta-feira, 29, o plano de atividades e o orçamento da autarquia para o ano económico de 2024, com votos favoráveis do MpD e votos contra do PAICV.

A proposta do orçamento, que prevê um montante no valor de pouco mais de 571 mil contos, dos quais 67.016 contos correspondem ao orçamento do Serviço Autônomo de Água, passou na votação com sete votos a favor do Movimento para a Democracia (MpD (poder), e seis votos contra da bancada do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV-oposição).

Segundo o presidente da Câmara Municipal da Ribeira Brava, José Martins, os dois instrumentos de gestão vão permitir a edilidade concretizar “importantes projetos”, nomeadamente, a substituição do relvado do estádio De Deus, a segunda fase das obras do campo de Juncalinho, o projeto da orla marítima de “Boca Arbera” e a continuação da requalificação urbana da cidade da Ribeira Brava.

Por seu lado, o líder da bancada do MpD, Francisco Assis Graça, afirmou que a sua bancada votou favorável aos dois instrumentos porque espelham a visão estratégica que o partido tem para o município.

“Consideramos que o plano de atividades e o orçamento correspondem às ambições dos munícipes e estamos a falar de um orçamento muito ambicioso e que está em sintonia com o plano de atividades e que concretizam grandes projectos”, realçou.

Do lado da bancada do PAICV, ninguém prestou declarações à imprensa.

Além da apreciação e aprovação dos instrumentos de gestão, os eleitos municipais debateram ainda outros assuntos de interesse do município.

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest