São Vicente: Governo já tem em curso montagem do processo de recepção e registo da aeronave das Forças Armadas – ministra

A ministra de Estado e da Defesa Nacional disse hoje, em São Vicente, que o Governo já se encontra a trabalhar, em parceria com a Aeronáutica Civil, na montagem do processo de recepção e registo da aeronave das Forças Armadas.

Janine Lélis, que falava hoje no Centro de Instrução Militar do Morro Branco no ponto alto do exercício Granito Falco, no quadro do acordo e parceria entre Cabo Verde e a Guarda Nacional do Estado de New Hampshire, indicou que “em breve”, sem indicar datas, o aparelho estará em Cabo Verde para “reforçar e dar um novo rumo” às missões da Guarda Costeira, em fiscalização, patrulhamento marítimo, busca e salvamento, e no apoio às missões de transferências médicas.

A ministra disse ainda que o ministério que dirige tem estado a realizar com as seguradoras públicas e privadas “importantes sessões” de trabalho para apresentar as capacidades e as potencialidades da aeronave, ao que se seguirá um conjunto de encontros com vista a desenhar, “dentro em breve”, o plano operacional da aeronave para as suas várias missões.

“Perspetivamos firmar acordos com outras instituições, com o objetivo de acautelar e garantir a sustentabilidade das operações”, precisou a mesma fonte, que indicou que, em paralelo, estão na forja um conjunto de diplomas para a criação da Autoridade da Aeronáutica Militar, que é “um processo que leva seu tempo até estar concluído”.

A par disso, continuou a ministra, o Governo tem estado a implementar “importantes reformas” no sector da Defesa, entre elas a revisão do Conceito Estratégico da Defesa, aprovação por unanimidade dos parlamentares do novo Código de Justiça Militar, a reformatação do Programa Soldado Cidadão.

“Estamos a trabalhar afincadamente para conseguir financiamento necessário á reparação dos nossos meios navais, pois queremos imprimir uma nova dinâmica a nível do sector da Defesa e em especial da sua componente militar”, finalizou Janine Lélis.

AA/ZS
Por isso, destacou a “grande importância” do exercício, que decorre “em bom ritmo”, já que serve para mostrar o que é estabelecido no Estado de New Hampshire em matéria de busca e salvamento, e transferências médicas e replicar no país “aquilo que for aplicável”.

Por outro lado, contra-almirante Duarte Monteiro destacou a pertinência do exercício, no momento em que à Esquadrilha Aérea da Guarda Costeira será afetado “a breve trecho” um avião que, de entre outras missões atribuídas, vai cumprir missões de busca e salvamento e transferências médicas.

O exercício Granito Falco, com epicentro na ilha de São Vicente, envolve militares cabo-verdianos e da Guarda do Estado de New Hampshire, decorre até o dia 09 de Abril, um exercício conjunto na esteira do acordo de parceria firmado a 04 de Fevereiro de 2022.

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest