São Vicente: UCID exorta retoma de formações em oficinas para combater abandono escolar 

A deputada da União Cabo-verdiana e Independente e Democrática (UCID, oposição) estimulou hoje, no Mindelo, o executivo a retomar a formação nas oficinas para combater o abandono escolar que tem afectado, sobretudo, os rapazes.

Zilda Oliveira reagia desta forma hoje, no Mindelo, ao comentar a taxa de abandono escolar, que tem afectado mais os rapazes.

Esta situação, segundo a mesma fonte, não é nova, uma vez que quando se analisa a escolarização, ao longo dos anos, verifica-se que há uma maior taxa de meninas escolarizadas.

“E o abandono acaba por estar muito mais presente nos rapazes do que nas meninas. Pensamos que o Governo tem de desenvolver políticas, há uma tendência para nós pensarmos que a educação formal deve ser pensada para todos, mas nós sabemos que nem todos querem a educação formal”, realçou.

Como medida, Zilda Oliveira sugeriu que sejam criadas outras oportunidades, por exemplo a retoma de formações nas oficinas.

“Entendemos que um jovem que faça uma, duas, três repetências, se calhar é hora de nós pensarmos numa nova saída, numa nova oferta, numa oferta diferente”, aconselhou a eleita, acrescentando que formação técnica e média são opções, tendo em conta que o País não se faz somente com pessoas formadas a nível do ensino superior.

Em jeito de radiografia, a mesma fonte disse ser visível a relação entre o abandono escolar e a existência de mais jovens rapazes nas ruas e desempregados.

“E isso acaba por trazer outros males sociais, como, por exemplo, a delinquência juvenil, além da questão das drogas e outros, do acesso ao álcool, que é preciso nós desenvolvermos políticas também nesse sentido”, considerou Zilda Oliveira, para quem a questão da igualdade e da equidade de género tem de ter o foco voltado para ambos os sexos.

Daí a necessidade, sublinhou, de o Governo fazer outras apostas e criar outras respostas.

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest