União Africana admite que continente enfrenta desafios das alterações climáticas

A comissária da União Africana Josefa Correia Sacko afirmou ontem, dia 18, em Adis Abeba, Etiópia, que o continente está a confrontar-se com catástrofes multifacetadas devido às alterações climáticas com consequências de perdas consideráveis na economia e na vida humana.

Em nota de imprensa enviada à Inforpress, Josefa  Correia Sacko,, que falava durante uma visita de alto nível de uma delegação do governo de Itália à sede da UA, disse que foram envidados muitos esforços, mas há ainda muito a fazer, tendo em conta as tendências actuais.

Neste particular a diplomata angolana considerou que “para conter este desiderato a União Africana envidou esforços para a implementação do quadro de Sendai para a redução do risco de catástrofes em África 2015-2030, alinhando-o a nível mundial, a estratégia e o plano de ação para as alterações climáticas e o desenvolvimento resiliente 2022-2032.

Ainda neste aspecto, referiu, consta a estratégia e o plano de acção para a biodiversidade africana, que visa abordar a perda de biodiversidade, o quadro de gestão sustentável das florestas, a estratégia africana de combate à exploração e ao comércio ilegais da fauna e da flora selvagens que inclui também a grande “Muralha Verde “e o plano de acção de 10 anos.

No âmbito da promoção de práticas ambientais sustentáveis a uma escala global, a UA vai contar com o apoio do ministério italiano do Ambiente e da Segurança Energética e do comando dos carabineiros para a protecção das florestas e conservação da vida selvagem territorial.

“O programa de formação administrado pelo centro Internacional dos Carabinieri para a proteção do ambiente e do cuidado do território em Itália visa reforçar as capacidades dos Estados membros na proteção dos nossos ecossistemas naturais, incluindo as espécies ameaçadas e em perigo de extinção”, assegurou a Comissária da UA.

Esta colaboração, cita a missiva, teve início em 2023 com o primeiro lote de peritos enviado para Itália para formação com vista a acudir às questões de catástrofe ligadas às alterações climáticas que o continente enfrenta.

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest