Boa Vista: UCID apresenta Valdir Monteiro como candidato à presidência da câmara municipal

O ativista social e professor de inglês Valdir Monteiro foi hoje apresentado como candidato da União Cabo-verdiana da Independente e Democrática (UCID, oposição) à presidência da câmara da Boa Vista nas eleições previstas para último trimestre de 2024.

O acto de apresentação do candidato foi presididoa pelo presidente da UCID, João Santos Luís, que afirmou, em conferência de imprensa, que o partido tem a “firme convicção” de que o candidato Valdir Monteiro, 34 anos, possui “a visão, estratégia, sapiência e humildade necessárias” atributos que a UCID considera “decisivos para capitalizar o enorme potencial” que a ilha detém.

João Santos Luís declarou que os desafios “são enormes e evidentes”, pese embora considera terem sido ganhas “algumas batalhas”, mas que a ilha ainda se encontra “muito longe” de chegar próxima dos desafios e ideias do desenvolvimento da ilha.

“Boavista espera e desespera por uma mudança de paradigma e de chip, que ponha fim ao marasmo e estagnação imposta pelas decisões políticas de sucessivas equipas camararias que já passaram pela gestão do município”, reforçou o líder partidário.

Segundo a mesma fonte, o candidato da UCID está “ciente das suas responsabilidades e conhece muito bem” a ilha, as suas dificuldades e as suas valências e, como tal, continuou, está em condições de servir Boa Vista e a sua população da melhor forma possível”.

O presidente da UCID considerou que Boa Vista tem “todas as condições de desenvolvimento” e que “não pode continuar refém de indivíduos sem visão e sem iniciativas”, capazes de promover o seu crescimento para obtenção da melhoria de qualidade de vida das suas gentes.

Disse ainda que o “declínio económico e social” quem tem assistido nos últimos anos leva-o a afirmar que é “urgente conseguir uma mudança de paradigma” que trará uma “nova viragem” para a ilha da Boa Vista.

Segundo João Santos Luís, esta viragem deve capitalizar “todas as valências e potencialidades” na qualificação das excursões turísticas, uma “câmara amiga” de todos os munícipes, que atraia mais investidores externos, que cuide e melhore o ambiente, particularmente a problemática do lixo.

Mas também, continuou, que proporcione melhores condições aos empresários, que combata a escassez de habitação condigna, beneficiando a população com fraco poder económico e repare todas as habitações precárias.

A transformação da ilha numa arena desportiva, apoio aos cuidadores da cultura e condições para continuação do exercício da actividade, que faça os jovens acreditarem num futuro melhor, que valorize e apoie as actividades sobretudo as agrícolas e que valorize e apoie as iniciativas que melhorem o sistema de transporte doméstico tanto marítimo como aéreo, são outras propostas enunciadas pelo líder dos democratas cristãos.

“Que sejam criadas condições para que as povoações não sofram com a escassez de água potável, uma câmara que apoie iniciativas que vão ao encontro da melhoria dos cuidados de saúde da ilha e que traga felicidade aos munícipes”, finalizou João Santos Luís.

Após a apresentação das propostas de governação da UCID para Boa Vista, o líder enfatizou que o seu candidato está imbuído de espírito de missão, e que, com a equipa e a população de Boa Vista, “certamente colocará a ilha no lugar cimeiro no contexto nacional onde devia e deve estar”.

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest