Brasil bate Paraguai e junta-se à Colômbia na final da Copa América feminina

O Brasil, tricampeão em título e vencedor de sete das oito edições da prova, qualificou-se na terça-feira para a final da Copa América feminina de futebol, juntando-se à anfitriã Colômbia, ao bater o Paraguai por 2-0, em Bucaramanga.

Ary Borges, aos 16 minutos, e Beatriz, aos 28, apontaram os tentos das ‘canarinhas’, que dominaram o encontro do início ao final, criando e desperdiçando ocasiões suficientes para conseguir uma goleada.

Vencedor da prova em 1991, 1995, 1998, 2003, 2010, 2014 e 2018 e segundo classificado em 2006, atrás da Argentina, o Brasil chega à final depois de vencer os cinco jogos disputados, com 19 golos marcados e nenhum sofrido.

Apesar de somar sete títulos e uma ‘prata’, a formação ‘canarinha’ vai apenas disputar a terceira final, já que apenas as edições de 1995 e 1998 tiveram jogo decisivo, com o Brasil a superar a Argentina por 2-0 e 7-1, respetivamente.

Ao marcar presença na final, o conjunto comandado pela sueca Pia Sundhage garantiu a presença no Mundial de 2023, na Austrália e Nova Zelândia, e nos Jogos Olímpicos de 2024, em Paris.

A anfitriã Colômbia já tinha garantido na segunda-feira igual feito, ao bater a Argentina por 1-0, na primeira meia-final da prova, também em Bucaramanga.

Um golo da jovem Linda Caicedo, de 17 anos, marcado aos 63 minutos, qualificou a formação da casa, que procura o primeiro título, depois de dois segundos lugares (2010 e 2014), um terceiro (2003) e um quarto (2018).

A final está marcada para sábado, em Bucaramanga, um dia depois do jogo de atribuição do terceiro lugar, entre Argentina e Paraguai, em Armenia.

 

Lusa

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

Deixe um comentário

Follow Us