Brava: Autarca refuta acusações do PAICV contra vereadora Ivone Cardoso

Brava: Autarca refuta acusações do PAICV contra vereadora Ivone Cardoso

O presidente da Câmara Municipal da Brava, Francisco Tavares, refuta as acusações do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV) contra a vereadora Ivone Cardoso e acusa a oposição de querer “denegrir” a sua imagem alegando “ilegalidades”.

Francisco Tavares, que falava à Inforpress, salientou que o PAICV (oposição) na tentativa de atingir a sua gestão e também da vereadora, isso por ela ter uma avaliação da população “muito positiva”, quer fazer de tudo para manchar a sua imagem.

Os eleitos municipais do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV) acusaram esta quarta-feira a vereadora Ivone Delgado Cardoso da prática de uma “situação inusitada” na câmara municipal ao exercer, neste momento, as funções de vereadora a tempo inteiro e de responsável dos Correios de Cabo Verde.

Entretanto, o edil garantiu que tem como provar “categoricamente” que a vereadora em questão não está a usufruir de nada a mais do que a lei permite e assegurou que a vereadora está a meio tempo e não a tempo inteiro como “mentirosamente aquele pequeno grupo que está a dirigir o PAICV tem afirmado”.

“Ivone Cardoso a partir de um determinado momento passou a ser uma vereadora a meio tempo, de acordo com o que a lei estipula, embora, deveria ser aprovado pela Assembleia Municipal, contudo, não houve sessões na assembleia e também tínhamos outro vereador a meio tempo e então a remuneração da Ivone passou a ser de meio tempo, isso a partir do momento que começou a exercer funções numa empresa pública”, explicou.

No entanto, frisou que é de estranhar que o PAICV acuse a gestão camarária deste facto, sabendo que no último mandato da oposição na câmara municipal, tinham quatro vereadores a meio tempo com remuneração na autarquia e também na função pública.

Neste sentido, admitiu que a lei autarca cabo-verdiana prevê situações deste tipo, no entanto, disse saber que no PAICV na Brava existem pessoas “sensatas” que sabem que para fazer a política com credibilidade não devem faltar com a verdade.

“Mas infelizmente aqueles grupinhos da oposição neste município, ultimamente estão a eleger a inverdade, falsidade e a suspeição, sem provas para tentar acusar a autarquia e a sua equipa camarária. Neste momento estamos focados em realizar uma excelente festa de São João e também do Dia do Município da Brava”, finalizou.

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest