CAN’2023: Gualter Furtado é preocupação maior na seleção de andebol

O defesa internacional cabo-verdiano da seleção de andebol Gualter Furtado constitui a preocupação maior de momento entre os 20 pré-convocados que evoluem em Oeiras (Portugal) para o CAN’2024 de andebol a ser disputado no Egipto.

O defesa, de acordo com o selecionador de Cabo Verde da modalidade, Jorge Rito, sofreu uma lesão no último jogo treino realizado no sábado passado, pelo que se queixa de dores nas costas.

De resto, Rito considerou que as duas semanas passadas em Rio Maior foram muito boas e proveitosas e que doravante, nesta recta final para o Campeonato Africano das Nações, CAN’2023, Cabo Verde, na qualidade de vice-campeã da África, “tem um caminho a percorrer que vai começar com o Ruanda, Zâmbia e Congo”.

Disse que está a preparar o coletivo crioulo para lutar para ficar em primeiro lugar do grupo e posteriormente enfrentar a segunda fase com olhos sempre postos na vitória, de forma que Cabo Verde consiga trilhar as barreiras para, pelo menos, atingir o feito alcançado na sua última participação na maior montra do andebol africano.

Cabo Verde, vice-campeã da África, estreia-se a 17 de Janeiro no Grupo A, ante o Ruanda, para dois dias depois, 19, defrontar a sua congénere com a Zâmbia, estando o terceiro e último jogo da fase do Grupo frente à RD Congo, marcado para 21 de Janeiro.

À luz do regulamento da Confederação Africana de Andebol, CAH, os dois melhores de cada grupo avançam para a fase seguinte.
Constituição dos Grupos

A: Cabo Verde, RD Congo, Zâmbia e Ruanda
B: Egipto (campeã da África em título), Guiné-Conacri, Camarões e Congo
C: Marrocos, Argélia, Gabão e Líbia
D: Tunísia, Angola, Nigéria e Quénia.

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest