Covid-19: Há uma duplicação da taxa de incidência acumulada a nível nacional, nos últimos 14 dias

A taxa de incidência acumulada a nível nacional, nos últimos 14 dias, é de 348 por cem mil habitantes, pelo que houve uma duplicação em relação aos 14 dias anteriores, e este mês já conta com 15 óbitos.

Esta avaliação foi feita hoje pelo director nacional da Saúde, Jorge Barreto, durante a habitual conferência de imprensa sobre o balanço da situação epidemiológica no País, no período de 14 dias.

Instado se esse aumento de contágios tem a ver com as campanhas eleitorais, afirmou que não tem ainda elementos suficientes para dizer que a campanha está a ter algum impacto nesta evolução e sublinhou que antes da campanha alguns concelhos já estavam numa situação preocupante.

 

Disse ainda que, tendo em conta o aumento de casos na Praia, a Escola de Hotelaria e Turismo foi reactivada este domingo para apoiar o hospital e a delegacia de saúde na gestão dos casos que precisam ficar internados, que precisam de uma atenção especial.

 

Jorge Barreto informou que a infra-estrutura irá funcionar nos mesmos moldes que o ano passado, recebendo, também, pessoas que não tem condições de fazer o isolamento em casa.

 

Quanto à campanha de vacinação, Barreto adiantou que a mesma está a decorrer sem “sobressaltos”, tendo destacado que cerca de 5.200 pessoas já foram vacinadas e, até este domingo, cerca de 875 dos profissionais da saúde já haviam recebido a segunda dose da vacina.

 

Indicou ainda que, até ontem, cerca de 584 pessoas idosas, com idade igual ou superior a 60 anos, tinham recebido a primeira dose da vacina.

 

Segundo Jorge Barreto, o Gimno Desportivo da Praia, a partir desta terça-feira vai ser disponibilizado para vacinação e irá atender 120 pessoas por dia.

 

Relativamente ao balanço de 29 de Março até 11 de Abril indicou que houve um total de 13. 069 amostras analisadas o que dá uma média de 934 amostras analisadas por dia e um total de 1.959 casos novos identificados neste período que dá uma média de 14 casos novos por dia e uma taxa de positividade de 15% neste período.

 

Nos 14 dias anteriores de 15 a 28 de Março, registou-se um total de 9.584 amostras analisadas o que dá uma média de 685 amostras por dia e um total de 1.039 casos novos identificados o que dá uma média de 74 casos novos por dia e uma taxa de positividade de 11 %, ou seja, verifica-se um aumento em termos de casos novos identificados e aumento da taxa de positividade 11 para 15%.

 

Em termos de taxa de incidência acumulada, três concelhos registaram, nos últimos 14 dias, uma taxa inferior a 25 por 100 mil habitantes, Tarrafal de Santiago com 17 por 100 mil habitantes, Santa Catarina de Fogo 19 por 100 mil habitantes e Brava com 0 por 100 mil habitantes.

 

De seguida, dez concelhos reportam uma taxa de incidência acumulada entre 25 e 150 por 100 mil habitantes, nomeadamente, Santa Cruz 66 por 100 mil habitantes, Santa Catarina de Santiago 84 por 100 mil habitantes, Ribeira Grande de Santo Antão 145 por 100 mil habitantes.

 

Porto Novo 78 por 100 mil habitantes, Paul 114 por 100 mil habitantes, São Miguel 95 por 100 mil habitantes, Maio 39, São Lourenço dos órgãos 102, Mosteiros 33 e São Filipe 45 por 100 mil habitantes.

 

Há um total de nove concelhos que reportam uma taxa de incidência acumulada superior a 150 por 100 mil habitantes, nomeadamente, Praia com 491, Boa Vista 563, São Vicente 251, São Domingos 394, Sal 828, Ribeira Brava de São Nicolau 1.048, Tarrafal de São Nicolau 2.026, São Salvador do Mundo 186 e Ribeira Grande de Santiago 407 por 100 mil habitantes.

 

Inforpresss

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest