Covid-19: Principais indicadores voltam a subir ligeiramente no país

Cidade da Praia

Covid-19: Principais indicadores voltam a subir ligeiramente no país

As taxas de incidência acumulada de transmissibilidade e de positividade de covid-19 voltaram a subir ligeiramente em Cabo Verde nos últimos 14 dias, conforme dados divulgados hoje pelo Ministério da Saúde.

De acordo com o balanço do Ministério da Saúde, nas duas últimas semanas – de 09 a 22 de maio – os laboratórios do país analisaram 4.101 amostras (média de 293 amostras analisadas por dia) e identificaram um total de 109 casos novos.

Nesse mesmo período, a taxa de incidência acumulada a nível nacional foi de 19 por 100 mil habitantes (antes tinha sido de 16 por 100 mil), a taxa de transmissibilidade (Rt) foi de 1,12, contra 1,07 nos 14 dias anteriores, e a taxa de positividade foi, em média, de 2,7%, quando antes tinha sido de 2%.

Nas últimas 24 horas, de um total de 201 amostras analisadas, o arquipélago registou mais cinco novos casos, dos quais três na Praia e um cada no Sal e em Santa Cruz, e também deu alta a mais três pessoas.

Desde o início da pandemia, em março de 2020, Cabo Verde já contabilizou um total de 56.117 casos acumulados, dos quais 55.672 já recuperaram da infeção e 401 resultaram em óbitos por complicações associadas à doença.

O arquipélago, que tem atualmente 52 casos ativos, continua sem registo de óbitos associado à covid-19 desde 22 de fevereiro.

No mesmo boletim, o Ministério da Saúde avançou dados sobre a vacinação no país, dando conta que até 22 de maio já utilizou 715.568 (68,5%) doses de vacinas contra a covid-19 recebidas.

Do número estimado de adultos, 319.066 (97,9%) já tomaram a primeira dose, 277.6199 (84,8%) de adultos já foram completamente vacinados e um total de 75.063 (23%) já tomou a dose de reforço.

Em relação aos adolescentes dos 12 aos 17 anos, um total de 45.988 (85,5%) já tomou a primeira dose e 38.186 (71%) já estão completamente vacinados.

Cabo Verde atingiu um recorde diário de cerca de 1.400 novos infetados com o novo coronavírus num único dia em janeiro último, já com a nova variante Ómicron a circular no arquipélago, chegando então a registar mais de 7.000 casos ativos, mas a situação melhorou rapidamente a partir da segunda semana de janeiro.

O país voltou em 06 de março à situação de alerta, o menos grave de três níveis, mantendo atualmente um nível mínimo de restrições devido à pandemia de covid-19, deixando de ser obrigatório a utilização de máscara na via pública e já no final de abril também em espaços fechados.

Lusa

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest