Covid-19/Santo Antão: Estruturas de saúde avançam com contactos mais directos com a população no combate à pandemia

As estruturas de saúde em Santo Antão decidiram avançar para os contactos mais directos com a população no combate à covid-19, numa altura em que a ilha regista “um aumento exponencial de casos”, segundo a região sanitária.

A Região Sanitária de Santo Antão admitiu que tem havido um “aumento exponencial dos casos de covid-19” nesta ilha, razão pela qual “sentiu-se a necessidade de fazer um contacto mais directo com a população”, recorrendo ao método de comunicação porta-a-porta, tendo já preparado, para o efeito, um grupo que integra bombeiros voluntários e Cruz Vermelha.


Aliás, explicou a mesma fonte, um estudo realizado, “recentemente”, em Cabo Verde demonstra que o método de comunicação porta-a-porta representa uma das estratégias mais eficientes na transmissão de informação sobre a covid-19.


Santo Antão regista, nesta altura, 271 casos activos de covid-19, afigurando-se Porto Novo como o município mais atingido pela pandemia, com 125 infecções, seguido da Ribeira Grande com 108 docentes.


O País contabiliza 2.839 casos activos, 24.289 casos recuperados, 243 óbitos, sete óbitos por outras causas e oito transferidos, perfazendo um total de 27.386 casos positivos acumulados.

 

Inforpress/Fim

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest