Depósitos de poupança nos bancos cabo-verdianos atingem recorde de 10,2 mil milhões de escudos

Os depósitos de poupança nos bancos cabo-verdianos atingiram o valor recorde de 10,2 mil milhões de escudos (92 milhões de euros) no final do primeiro trimestre deste ano, de acordo com dados do banco central, analisados pela Lusa.

O valor segue uma tendência mensal crescente (renovando máximos desde outubro) e representa um crescimento de 8,6% num ano, indica a síntese monetária publicada pelo Banco de Cabo Verde (BCV).

São mais 808 milhões de escudos (7,3 milhões de euros) canalizados para poupanças em 12 meses, entre março de 2023 e o mesmo mês deste ano.

Os depósitos a prazo (que além de particulares incluem outras entidades) também atingiram um valor recorde em fevereiro, com 46,2 mil milhões de escudos (418 milhões de euros) e recuaram em março para 45 mil milhões de escudos (407 milhões de euros).

Ainda assim, o valor do final do trimestre ficou 4,4% acima do registado um ano antes.

O montante em depósitos à ordem em moeda nacional também bateu recordes em cada mês do primeiro trimestre deste ano, chegando ao fim de março com um novo máximo de 107 mil milhões de escudos (976 milhões de euros).

Oito bancos comerciais operam em Cabo Verde, autorizados pelo BCV.

Lusa

 

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest