Andebol: Clube Graciosa masculino e feminino sagra-se campeã regional

As equipas do Graciosa, em masculino e feminino, sagraram-se ontem, dia 1, campeãs da região Santiago Norte ao vencer as congéneres de Picos, masculino e feminino, por 33-28 e 36-27, respectivamente, na segunda mão do play-off.

Os jogos foram realizados no pavilhão desportivo do município do Tarrafal, sendo que na primeira partida do dia, disputada entre as duas equipas femininas, Graciosa venceu por 36-27, ou seja, nove pontos de diferença, a que se juntou a vitória no jogo da primeira mão, sagrando-se campeão.

Em masculino, Graciosa vencia ao intervalo por 17-12 e, curiosamente, manteve a diferença de cinco golos, no fim do jogo, para um resultado final de 33-28 ante a equipa de Picos.

O treinador da equipa de Picos, tanto feminino como masculino, Odair Vaz, disse que eram jogos em que as equipas já sabiam que não poderiam perder, pois Graciosa já tinha vencido a primeira mão, estando em vantagem, mas mesmo assim acabaram por desperdiçar várias oportunidades o que ditou a derrota.

A atleta salvadorenha Dirce Helena Tavares lamentou o resultado, sublinhando que a vontade de vencer, a ansiedade e o calor que se fazia sentir no pavilhão foram alguns dos motivos que ditaram este resultado, sem esquecer algumas falhas cometidas pela equipa.

Das equipas campeãs, Narciso Vaz, treinador da equipa feminina, evidenciou que este era o objectivo da equipa, e chegar a este resultado foi fruto de um “trabalho duro” e uma “preparação árdua”.

Prometeu mais trabalho para representar a região “da melhor forma” no campeonato de Cabo Verde de andebol.

A atleta Carla Miranda sublinhou que este resultado primeiramente veio do amor que as atletas possuem pela modalidade, dedicação, treino e a capacidade de mostrar dentro do campo o que aprenderam durante a época desportiva.

Para o nacional, garantiu que vão trabalhar ainda mais, tendo a plena consciência de que não vai ser fácil.

O treinador da equipa masculina e presidente do Graciosa,  Jailson Tavares, fez um balanço positivo deste jogo, considerando que não foi fácil, pois ser campeão “é fruto de muito trabalho, abdicar de várias outras coisas, mas que no fundo tudo que exige sacrifício tem resultados positivos”.

O objectivo é estar na fase final do campeonato, comprometendo-se a dar o máximo para representar com “dignidade” a região.

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest