Estádio Alírio Lopes de Pina é um investimento municipal exclusivo da câmara de Mosteiros, diz Fábio Vieira

O presidente da Câmara Municipal de Mosteiros, Fábio Vieira, disse esta quinta-feira, 11, que o estádio Alírio Lopes de Pina, inaugurado ontem, representa um investimento público municipal avultado e que contou com o financiamento exclusivo da câmara.

Na construção desta infraestrutura desportiva, que custou quase 40 mil contos, referiu Fábio Vieira, a câmara municipal não contou com qualquer apoio do Governo apesar de muitas promessas, segundo o mesmo, “jogadas ao vento, sem qualquer resultado prático”.

Este lembrou que a câmara municipal contou com a contribuição de imigrantes de Mosteiros residentes nos Estados Unidos da América, sobretudo os de Ribeira do Ilhéu, no valor de 35 mil dólares.

Segundo Fábio Vieira, o estádio, localizado na comunidade de Ribeira do Ilhéu, zona norte do município, representa “um enorme ganho” para Mosteiros, mas também, para a ilha do Fogo e Cabo Verde, no geral, sublinhando que é mais uma infraestrutura desportiva a ser disponibilizada aos jovens do município de Mosteiros, sobretudo das comunidades de Ribeira do Ilhéu e Atalaia para a prática de futebol em condições modernas, mais confortáveis e competitivas.

A agenda desportiva da autarquia de Mosteiros, no dizer de Fábio Vieira, visa a promoção do desporto como instrumento de inclusão e combate à exclusão social, sublinhando que só por isso justifica todos os investimentos que a edilidade está a materializar.

Além da conclusão do estádio Alírio Lopes de Pina, Fábio Vieira indicou outras intervenções para os próximos tempos como o arrelvamento dos campos de Canal e de Fonte Curral, a modernização dos polidesportivos municipais com pisos de resina acrílica e uma forte aposta nas escolas de iniciação desportiva enquanto viveiros de formação de futebol.

A inauguração do estádio da localidade de Ribeira do Ilhéu, explicou o presidente da câmara municipal, tem um enorme significado e simbolismo para todos, não pela sua estrutura, dimensão estética ou funcionalidade, mas por carregar o nome de uma personalidade invulgar e muito carismática do município de Mosteiros, Alírio Lopes de Pina.

Esta figura, salientou, deixou um legado importante e uma marca indelével em todas as dimensões da vida do município de Mosteiros, com especial destaque para o desporto.

“Se hoje temos a oportunidade de inaugurar esta emblemática infraestrutura desportiva, neste espaço e nesta localidade, o mérito deve ser conferido à pessoa de Alírio Lopes de Pina que em tempos difíceis e adversas, sonhou, arquitetou e teve a coragem e a perspicácia para fazer erguer, com as suas próprias mãos e recursos, um espaço digno para a prática de futebol”, disse Fábio Vieira.

Em representação dos emigrantes de Ribeira do Ilhéu nos Estados Unidos da América, Eugénio Montrond, destacou o contributo abnegado da diáspora para a conclusão desta infraestrutura desportiva.

“A história é feita de memória e não podemos esquecer aqueles que, no passado, contribuíram para o engrandecimento da nossa vila de Ribeira do Ilhéu”, disse Eugénio Montrond fazendo referência à figura de Alírio Lopes de Pina, sublinhando que era um homem comprometido com o deporto e outras facetas de cultura e que a iniciativa da construção desta infraestrutura partiu dele, assim como a criação da equipa de Grito Povo que tanta alegria tem dado a esta localidade.

Eugénio Montrond mostrou-se satisfeito com o resgate da memória de Alírio Lopes de Pina com a atribuição do seu nome ao estádio de futebol, uma homenagem, segundo o mesmo, “justa e merecida”.

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest