Federação Cabo-verdiana de Andebol disponibiliza novas condições para participação de equipas no campeonato nacional

A Federação Cabo-verdiana de Andebol (FCA) vai garantir novas condições para a participação das equipas no campeonato nacional dos escalões sénior feminino e masculino que acontecem na cidade da Praia e na ilha do Sal, respectivamente.

Conforme informações disponibilizadas pela FCA numa das suas páginas nas redes sociais, para o escalão sénior feminino, cujas competições terão início no próximo dia 10 de Julho, na cidade da Praia, serão garantidas as viagens de avião, ida e regresso, para as equipas que não são da ilha de Santiago.

Por outro lado, a FCA providenciará as instalações para alojamento e alimentação durante o período do campeonato.

Já para o nacional do escalão sénior masculino, que vai ser disputado de 22 a 27 de Julho, na ilha do Sal, a federação da modalidade apresenta duas opções de condições para as equipas participantes.

Na primeira, a FCA coloca a possibilidade de garantir as passagens para um percurso de avião e outro de barco e também o alojamento, mas a responsabilidade da alimentação ficaria a cargo das equipas.

Na segunda condição, segundo a mesma fonte, as equipas podem optar por realizar o percurso de ida para a ilha do Sal de barco e a responsabilidade do alojamento e alimentação será da FCA.

A publicação da federação surge cerca de uma semana após o treinador do Atlético do Mindelo, equipa campeã dos regionais de andebol, em São Vicente, tanto no masculino, como no feminino, ter criticado as condições de participação.

Confrontado hoje pela Inforpress, Aquilino Fortes assegurou que as novas condições vão reduzir para metade os custos do clube com deslocações das duas equipas.

“Para quem tem equipas tanto no masculino como no feminino, as propostas mostram-se vantajosas, mas para quem tem só no masculino, pode ser um tanto ou quanto discriminatório”, sustentou.

Entretanto, no caso do Atlético, segundo a mesma fonte, já fez as inscrições para participar nos dois escalões, sendo que no feminino têm “todas as condições” já garantidas pela federação e no masculino, o clube está a envidar esforços para “participar com dignidade”.

O treinador afiançou que vão aceitar o apoio da FCA para a ida de avião, uma vez, que, está fora de questão a equipa masculina viajar para a ilha do Sal de barco, e, quanto ao regresso, contam ter algum financiamento, com ajuda de alguns parceiros, para custear as passagens, também, de avião.

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest