Golfe: Sal acolhe primeiro Open Independence Cup em saudação aos 47 anos da Independência

A ilha do Sal acolhe durante este fim-de-semana a primeira edição do Open Independence Cup, em saudação aos 47 anos da Independência de Cabo Verde, com a participação de 51 golfistas, entre jovens e veteranos do golfe nacional.

O evento, cujos jogos serão realizados nas instalações do Viveiro Golfe & Country Club, sábado e domingo, é promovido pelo Club de Golf de São Vicente, Associação de Golfe do Sal e o Clube de Ténis e Golfe da Praia.

Segundo a organização, o Independence Cup será o primeiro torneio de golfe em Cabo Verde a ser disputado em um campo relvado, neste caso no Viveiro Golf & Country Club, que “preenche os requisitos” para receber provas internacionais.

Nesta medida, considerando que a ilha do Sal tem todas as condições para receber estas provas, Gabriel Delgado, membro da comissão organizadora do evento, explicou em declarações à Inforpress, que o primeiro objetivo é lançar as bases para uma competição internacional anual, com a participação de profissionais do golfe de várias paragens do mundo.

“Sal já em todas as condições para receber provas de algum gabarito, e quando o campo de golfe, local, tiver os 18 buracos, evidentemente é avançar para torneios internacionais. Então, estamos a lançar esta marca, e a partir deste ano, por altura da Independência Nacional, reunirmos, aqui, anualmente, para esta disputa, com golfistas de todo o País”, prognosticou Gabriel Delgado, esperando, nas próximas edições, contar também com golfistas internacionais na disputa.

A primeira edição do Open Independence Cup conta com a participação de um total de 51 atletas, entre jovens e veteranos do golfe nacional, dos quais 48 jogadores estarão diretamente envolvidos na luta pelo título de campeão.

Assim, na competição estarão 20 golfistas de São Vicente, 20 da ilha do Sal, seis de Santiago e um da Boa Vista.
Dos veteranos destacam-se a presença de Adão Rocha, Manuel Caetano Júnior (Manuna) e Henrique Vera-Cruz (Torritcha).

O Open a ser disputado em duas voltas convencionais num total de 36 buracos, conta com a disputa de cinco troféus, primeiro, segundo e terceiro lugares, mais Close To The Pin a ser disputado no buraco 11 durante a segunda volta.

Haverá ainda um troféu para o melhor score da segunda volta convencional.

“É um torneio por pancadas, e no fim, o jogador que tiver o menor número de pancadas sagra-se campeão”, explicou Gabriel Delgado.

A prova será regida pelas Regras de Golfe aprovadas pela R & A Rules Limited e a United States Golf Association, edição 2019.

O cocktail de abertura da I Edição do Open Independence Cup terá lugar logo à tarde no Viveiro Golfe & Country Club onde os jogos vão decorrer durante esses dois dias.

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest