Luta Livre: Cabo Verde com seis atletas todos residentes nos EUA no Campeonato Africano

Cabo Verde conta com seis atletas, todos filhos e descendentes de cabo-verdianos residentes nos EUA, no Campeonato Africano de Luta Livre, que decorre no Egipto, onde Matteo Monteiro revalidou o título africano de luta livre em sub-20.

Segundo o Comité Olímpico Cabo-verdiano, para além de Matteo Monteiro, que conquistou a medalha de ouro na categoria de -86 Kg disputado em Alexandria (Egipto), o país está representado neste Campeonato Africano pelos atletas Furtado Tresse, Arianna Xavier, Angelina Rodrigues Miranda, Anthony Wesley Amado, Alexander Buckman e João Paulo Vicente Júnior.

Desta legião de atletas salienta-se que Arianna Olympia Xavier se destacara em 2023 como a primeira mulher medalhista a representar Cabo Verde no Campeonato Africano de Luta Livre, tendo conquistado a medalha de prata em 167/lbs (75.7 kg) em sénior divisão.

Anthony Wesley Amado, que lutou com 154/lbs (69,8 Kg), classificou-se no quinto lugar do Campeonato Africano.

O Campeonato Africano de Luta Livre 2024 precede o torneio qualificativo para Paris’2024, que se realiza no mesmo local.

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest