Mundial: Federação Cabo-verdiana de Andebol regozija-se pela promoção do país na maior montra da modalidade

A Federação Cabo-verdiana de Andebol considera que o objetivo traçado de estar no “Main Round” do Mundial foi conseguido e que “estar entre os melhores do mundo e promover o país” através da modalidade foi outro marco alcançado.

Em jeito de balanço da participação da seleção masculina de Cabo Verde no 28º Campeonato do Mundo co-organizado pela Polónia e Suécia, a direção da Federação Cabo-verdiana de Andebol, regozija-se pelo facto de Cabo Verde, vice-campeão africano, ocupar a 22ª posição entre os 32 países participantes.

“À entrada na última jornada do Main Round, Cabo Verde ocupa a 22ª posição entre 32 países presentes. Somos a segunda seleção africana, atrás apenas do Egipto. O objectivo traçado de estar no Main Round foi conseguido”, refere a missiva da federação nacional da modalidade na sua rede social.

“Conseguimos provar que, com pouco conseguimos fazer o suficiente e unir toda a nação à volta do nosso hino e da nossa bandeira. Fizemos os cabo-verdianos sonhar e acreditar que poderíamos ir um pouco mais além. Nós também acreditamos e temos certeza que não se tratou de um conto de fadas estar na elite mundial do Andebol”, lê-se na missiva.

“Vamos voltar mais fortes e com mais ambição. A todos os cabo-verdianos, no país e na diáspora, em especial aqui na Suécia, o nosso muito obrigado pelo apoio e carinho. Temos a certeza que conseguimos orgulhar Cabo Verde”, escreve a FCA.

Cabo Verde encerrou a sua participação no Mundial de Andebol, no domingo, com derrota frente à Hungria na Suécia por 30-42, resultado que confirmou o afastamento dos “Tubarões Azuis”, nome pelo qual é conhecido o combinado cabo-verdiano, nas quartas-de-final.

Neste Grupo II, qualificou-se à fase seguinte a Suécia com 10 pontos e Hungria com seis, pelo que juntamente com Cabo Verde, que não pontuou nesta fase, ficaram pelo caminho as selecções nacionais da Islândia (seis pontos), de Portugal (cinco) e do Brasil (três pontos).

Seleções apuradas para as oitavas de final: França e Espanha (Grupo I) Suécia e Hungria (Grupo II), Alemanha e Noruega (Grupo III) e Egipto (Grupo IV). Sendo que nesta poule a Dinamarca, campeã em título, joga esta segunda-feira com o Egipto que luta pela última vaga que dá acesso à qualificação com a Croácia que defronta o Barém.

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest