Polidesportivo do Sal acolhe este fim-de-semana campeonato regional de karaté

O polidesportivo da ilha do Sal acolhe este fim-de-semana o campeonato regional de karaté, nas técnicas katá e kumité, com a participação de 50 karatecas, com idade compreendida entre os 4 e 36 anos.

Promovido pela agora Associação Regional de Karaté da ilha do Sal (ARKIS) – antes Associação de Karaté do Sal (AKIS) – o anúncio foi feito hoje pela organização, em conferência de imprensa, após um período de inactividade, provocado pela pandemia da covid-19.

Segundo a presidente da associação, Ânia Évora Pina, o campeonato, pela primeira vez com a “inclusão em destaque”, com o primeiro combate de parakaraté, num campeonato regional, realiza-se num clima de fraternidade e fair-play, e princípios “muito valorizados” no karaté, tais como respeito ao próximo.

Realçando o facto de a grande maioria dos atletas presentes neste campeonato regional – Sal 2022 – ser iniciante na modalidade, com “apenas alguns meses de prática”, Ânia Pina sublinhou que isso só valoriza o “esforço e empenho” dos mesmos.

Assim, os 50 atletas, dois dos quais portadores de Síndrome de Dawn, de duas escolas de karaté existentes no município, vão disputar as medalhas de ouro, prata e bronze, nas categorias, pré-infantil, infantil, iniciados, cadetes, júnior, sénior, parakaraté e open misto de atletas.

A competição, alusivo ao Dia da Fraternidade, com combates por equipas de Espargos e Santa Maria, tem início no sábado a partir das 10:00, no polidesportivo, decorrendo durante todo o dia, tendo-se reservado para a tarde deste mesmo dia a final de parakaraté.

A responsável explicou ainda que o evento, além de cumprir com o calendário definido pela Federação Cabo-verdiana de Karaté, pretende incentivar os atletas da modalidade, atrair novos praticantes e de promover o karaté na ilha, acompanhando a modalidade a nível internacional e de acordo com a Federação Mundial do Karaté (WKF, na sigla em inglês).

“A associação conseguiu trazer um árbitro internacional, proveniente de Portugal, e vinculado à Federação Portuguesa de Karaté, para participação directa no campeonato, além de o mesmo estar ministrando workshops para a formação de árbitros na ilha do Sal, nos dias antecedentes ao certame, pois existe uma grande carência nesse sector”, comentou.

O árbitro em questão, sensei Nuno Dias, tem ascendência cabo-verdiana, e é Campeão Mundial de Karaté Shotokai 12 vezes, a dirigente da ARKIS apontou ainda a presença na ilha, neste certame de mais dois árbitros nacionais, ligados à Federação Cabo-verdiana de Karaté, provenientes de Santo Antão e Fogo, Nelson Lima e Mário Lopes, respetivamente.

Ânia Pina disse ainda que para “maior projecção” do evento, a competição conta com transmissão em directo na rede social Facebook, na página da Associação Regional de Karaté da Ilha do Sal e da TCSM TV.

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest