Brava: Associação Biflores capacita peixeiras em educação financeira

O diretor da Associação Biflores, Dheeraj Jayant, anunciou esta quinta-feira, 24, que a associação está a capacitar um grupo de 14 peixeiras em educação financeira para empoderá-las na área em que atuam.

Em declarações à Inforpress, Dheeraj Jayant, explicou que esta formação se enquadra no plano de atividades traçado para o ano em curso e que após a educação financeira haverá, ainda este ano, uma outra formação, desta vez em Controlo de Qualidade, direcionada também para este público-alvo.

Segundo a mesma fonte, o objetivo é envolver todas as pessoas das três comunidades piscatórias da ilha, (Furna, Fajã d´Água e Lomba Tantum) recordando que na semana passada um grupo de 25 pescadores destas comunidades finalizaram uma formação em Navegação em Alto Mar e Técnicas de captura.

E no final desta formação em educação financeira, avançou que serão oferecidos kits a estas mulheres, que inclui alguns materiais que usam no dia-a-dia nas suas tarefas, desde faca, utensílios para colocar o peixe, balança, entre outros.

Na formação, o formador, Mário Soares destacou que pretende dar-lhes a conhecer as ferramentas necessárias nas suas atividades diárias, nomeadamente, como gerir, as formas de poupança que podem adotar, entre outras técnicas.

Em suma, evidenciou que as 13 mulheres e o único indivíduo do sexo masculino que participam nesta formação vão ter a oportunidade de conhecer todas as ferramentas para que no desempenho das suas atividades diárias possam ter uma boa gestão dos seus recursos financeiros, fazendo um uso responsável do dinheiro que têm.

Sónia Baptista, uma das formandas realçou que as suas expectativas são elevadas, pois, pretende, com esta formação, aprender formas de gerir o seu dinheiro porque além de vender o peixe é formada em transformação de pescado, tendo a necessidade de aprender a fazer alguma gestão do seu dinheiro para poder calcular o seu rendimento.

Da mesma forma, Ana Macedo, uma outra formanda, quer aprender a gerir os seus rendimentos e ter conhecimentos na área que lhe permite calcular o que tem, o que investe, o que recebe e o lucro em termos de dinheiro.

A formação está a ser organizada pela Biflores em parceria com a Câmara Municipal da Brava, o GEF Small Grants Programme, a Embaixada dos Estados Unidos da América, entre outros parceiros, e terá uma duração de três semanas.

A Biflores é uma associação de conservação da biodiversidade, sediada na ilha Brava, e tem como finalidade a proteção e conservação dos ecossistemas marinhos e terrestres, da sua biodiversidade e dos recursos naturais, bem como fomentar o envolvimento e o desenvolvimento sustentável da comunidade na ilha.

Inforpress

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest